A Gata Comeu

Exibição:
10/05/1990 – 24/10/1990 (RTP 1)

Número de capítulos:
120

Produção:
Rede Globo (1985)

Novela de:
Ivani Ribeiro

Direção geral:
Herval Rossano

Uma ilha deserta serve de cenário para a tempestuosa relação que surge entre Jô Penteado (Christiane Torloni) e Fábio Coutinho (Nuno Leal Maia). Os dois têm temperamentos completamente opostos: ela é rica, mimada e os seus sucessivos noivados fracassados já viraram motivo de chacota na alta sociedade carioca, rendendo-lhe a alcunha de Lucrécia Bórgia nas colunas sociais. Já Fábio é um homem de quotidiano simples, viúvo, pai de dois filhos, professor primário, zeloso com os filhos e com os alunos, dos quais é uma espécie de ídolo.

Jô Penteado
Fábio com os filhos, Cuca e Adriana

Fábio oferece aos melhores alunos uma excursão para uma praia selvagem e providencia todo o aparato necessário. Paula (Fátima Freire), então secretária do Dr. Horácio Penteado (Mauro Mendonça) – o pai de Jô e dono de uma agência de turismo – é a intermediária na permuta da lancha para o passeio. Contudo, Jô deseja usar a lancha no mesmo dia e vai com o pai e o noivo da vez, Rafael Benavente (Eduardo Tornaghi) até à agência em busca de uma solução.

Jô e Rafael

Porém, Jô flagra Paula a falar com outra secretária sobre o que publicam a seu respeito nos jornais. A situação acaba em discussão e a secretária é demitida, às vésperas do passeio. Horácio preocupa-se, porque Paula era encarregada de zelar pela integridade da lancha. Jô então decide acompanhar a excursão, levando consigo alguns amigos. Mas, no momento do embarque, Jô depara-se com Paula e questiona a sua presença, sem saber que ela é noiva do professor Fábio – o líder do passeio. A situação acaba em briga, o que gera uma antipatia imediata entre Jô e Fábio.

Jô, Paula e Fábio na marina

No trajeto, a lancha sofre uma avaria, fica à deriva e a corrente arrasta-os até uma ilha deserta. Enquanto aguardam uma solução para o problema da lancha, acampam na praia. Porém, a lancha é levada pelo mar e desaparece. Com isso, Jô, Fábio e os demais tripulantes são levados a uma convivência forçada na ilha, onde permanecem naufragados por algumas semanas, e obrigados a lutar pela própria sobrevivência.

Nesse ambiente, a rixa entre Jô e Fábio torna-se cada vez mais acirrada. Ela segue provocando o professor, sem economizar ofensas e rechaços, o que culmina numa troca de bofetadas entre os dois. Embora a situação comum desperte em todos um espontâneo clima de solidariedade, Jô não economiza na animosidade e preocupa-se cada vez em desmoralizar o professor, que se posiciona como uma espécie de líder dos náufragos.

Jô na ilha

Quando ouvem no rádio que os destroços da lancha foram encontrados e que eles vêm sendo considerados mortos pela guarda-costeira, os náufragos desesperam-se. Até que dois pescadores aportam na ilha e providenciam o resgate. Quando retornam às suas casas, os náufragos resgatados surpreendem os parentes e encontram as suas vidas adulteradas: uns perderam o emprego, outros tiveram os seus quartos desfeitos e roupas doadas.

Jô encontra o seu quarto completamente remodelado

Passada a confusão, Jô decide dar uma festa e convidar os náufragos para uma confraternização. Porém, pretende pregar uma partida ao professor: diz-lhe que o traje será similar aos que eles estavam habituados a usar na ilha. Quando Fábio chega à festa com o seu grupo, percebe que se trata de mais uma armadilha de Jô e não economiza nas ofensas. Novamente, os dois trocam farpas e bofetadas, selando a inimizade – até então restrita à ilha – em público.

Jô não se conforma com a réplica dos tapas e dedica-se a importunar Fábio. Para isso, usa a filha mais nova dele, Adriana (Kátia Moura), prometendo-lhe um papel na peça de teatro que o noivo Rafael – que é ator de teatro – está a ensaiar e ela está a produzir. Isso gera inevitáveis encontros frequentes entre os dois e desperta as desconfianças de Paula e Lenita (Deborah Evelyn) de que Jô, na verdade, está apaixonada pelo professor. Aconselhada pela meia-irmã, ela procura um terapeuta, que confirma esse diagnóstico.

Quando Jô se dá conta de que o ódio se transformou numa paixão fulminante, comporta-se de modo obsessivo, a ponto de provocar sucessivos adiamentos do casamento de Fábio e Paula com armações pueris, chegando inclusive a sequestrá-lo. Os familiares percebem que Jô está a passar dos limites e passam a vigiar o seu comportamento. Quando se dá conta de que Jô é a responsável por tudo o que lhe vinha acontecendo, Fábio procura o Dr. Horácio e é determinante: diz que, se ela continuar a interferir na vida dele, vai tomar as providências cabíveis, pois “não pode viver à mercê dos caprichos de uma pessoa desequilibrada”.

A esta altura, o noivado de Paula e Fábio está por um fio, principalmente por conta da presença constante de Tony Duarte (Roberto Pirillo), amigo de Jô que também fazia parte do grupo de náufragos e se interessou imediatamente por Paula. Assim que volta ao Rio, Tony ganha o prémio maior da lotaria e conquista imediatamente a simpatia de dona Ofélia (Diana Morel), a mãe de Paula, que sempre se posicionou contra o casamento da filha com um homem pobre e sem maiores perspetivas de vida.

Tony Duarte
Ofélia

Por conta das circunstâncias, Jô vê-se obrigada a deixar Fábio em paz. Eles encontram-se casualmente e ela é obrigada a manter o controlo e agir com naturalidade. Aconselhada pelos amigos, Jô começa a comportar-se como se se tivesse desinteressado do professor. Concomitantemente, Paula e Fábio rompem definitivamente o noivado.

Fábio e Paula

Livre do assédio de Jô e agora desimpedido, Fábio estranha que ela tenha deixado de lado a fulminante paixão que sentia por ele de modo tão repentino e fica confuso. As circunstâncias e os desencontros levam-no a perceber que ele não é totalmente indiferente à presença de Jô e começa a alimentar, discretamente, o interesse por ela.

Fábio começa a interessar-se por Jô

Após um sem-número de confusões, muitas delas provocadas por Gláucia (Bia Seidl), a outra meia irmã de Jô, a quem detesta, Fábio e Jô reaproximam-se.

Gláucia

Agora com os sentimentos totalmente correspondidos, declaram-se, finalmente, apaixonados um pelo outro. E casam-se o mais depressa possível.

Mas a felicidade é interrompida por um incidente que leva Jô à perda da memória, passando a repudiar Fábio e Horácio, as pessoas que mais amava. Jô trata Fábio como um completo estranho e mostra-se decidida a divorciar-se dele, para o espanto de todos…

A Gata Comeu é um remake de A Barba Azul, novela também escrita por Ivani Ribeiro e que foi ao ar em 1974/1975, na TV Tupi.

Barba Azul é o personagem principal da obra homónima do francês Charles Perrault. Este conto, que data do século XVII, retrata a história de um velho rico e feio que já fora casado 6 vezes e cujas esposas haviam desaparecido misteriosamente.

Nesta nova versão, Jô era comparada a Lucrécia Bórgia, uma figura renascentista que ficou famosa por ter tido vários maridos.

A Gata Comeu obteve um sucesso relativo em Portugal. Foi exibida em grande parte durante o verão, facto que ajudava a que as novelas que passavam ao meio-dia obtivessem uma audiência considerável.

Para além da trama principal, outros personagens conquistaram o público com as suas divertidas peripécias. Foi o caso dos casais Tetê (Marilu Bueno) e Gugu (Cláudio Corrêa e Castro) e Conceição (Dirce Migliaccio) e Oscar (Luís Carlos Arutin).

Gugu e Tetê
Conceição e Oscar

A banda sonora original não foi lançada entre nós, mas surgiram duas cassetes pirata: uma da Vidisco, com a capa recriando uma imagem da abertura, e outra da Espacial, com uma capa bastante mais apelativa…

A novela foi reposta no canal GNT em 2001.

As gravações exteriores de A Gata Comeu decorreram na Urca, um bairro que ao longo dos anos tem preservado o seu caráter residencial e tranquilo. Indo até lá, é possível conhecer os lugares que serviram de cenário à telenovela.

A Gata Comeu foi a novela de maior audiência no horário das 18 horas no Brasil, tendo sido reposta duas vezes (em 1989 e em 2001).

Conquistou uma grande camada do público infantil, talvez pelo número de crianças que integravam o elenco e que mereceram bastante destaque no enredo.

Partilhar:

A Gata Comeu