Ai… Life!!!

Exibição:
20/05/1989 – 24/06/1989 (RTP 1)

Número de episódios:
06

Autoria:
Sérgio Porthman

Produção:
Mary Van-Dunem

Realização:
Herlânder Peyroteo

Elenco:
Benjamim Falcão – Adão Patriarca
Catarina Avelar – Zulmira
Pedro Pinheiro – Vitorino
Vanda Pereira – Vitória
Ana de Sá – Juventina
António Anjos – Querubim
Octávio de Matos – Quico

Ai… Life!!! retrata as peripécias que se deparam no quotidiano da família Patriarca. Adão Patriarca (Benjamim Falcão), funcionário do ministro do Interior do antigo regime, tem duas filhas, que aprenderam a falar línguas num colégio de freiras.

Adão Patriarca

Juventina (Ana de Sá), a mais “fina”, casou com Querubim (António Anjos), um violinista sem dinheiro, mas conhecido nos circuitos da ópera. O casal, por sua vez, tem um filho, Quico (Octávio de Matos), apelidado de “Sr. Dótor”, que ainda não passou do segundo ano de Económicas, por causa do partido, mas afirma que “ainda há-de vir a ser alguém no mundo da política”…

Juventina, Quico e Querubim

A outra filha, Zulmira (Catarina Avelar), casou com Vitorino (Pedro Pinheiro), um metalúrgico rude, mas proprietário de um automóvel e com bom carácter. Vitória (Vanda Pereira), a filha do casal é anarquista, “quartomundista” e uma “santa socióloga”.

Zulmira e Vitorino
Vitória

Zulmira e Juventina detestam-se cordialmente. Dentro de portas, reclamam dos respetivos cônjuges, mas, entre elas, disputam qual a que tem o melhor marido.

Adão Patriarca (Benjamim Falcão)
Reformado, foi funcionário do ministro do Interior do antigo regime. Tem duas filhas: Zulmira (com quem vive) e Juventina. Ambas moram no mesmo edifício, um prédio sem elevador na Avenida Almirante Reis.

Zulmira (Catarina Avelar)
Filha de Adão Patriarca. Doméstica frenética e disparatada. Enquanto cuida da casa, vai soltando umas parcas palavras em inglês que aprendeu no colégio, o que pensa conferir-lhe alguma “finesse”. Critica constantemente o marido, atirando-lhe à cara as suas origens humildes e os seus modos grosseiros. Admira e tenta imitar, no vestir e no falar, a apresentadora de televisão Maria Belmira.

Vitorino Garrincha (Pedro Pinheiro)
Casado com Zulmira. Homem rude e sem grande “berço”. Trabalha como metalúrgico na companhia das águas, mas faz também alguns biscates como canalizador, sobretudo na casa da porteira, o que não agrada, de todo, à sua esposa.

Vitória (Vanda Pereira)
Filha punk de Zulmira e Vitorino. Tem 18 anos e está descontente com as desigualdades sociais do mundo em que vive, o que vai exteriorizando pelas paredes da cidade. É uma revolucionária que, por vezes, não mede as consequências dos seus atos, envolvendo-se com elementos ligados ao terrorismo.

Juventina (Ana de Sá)
A outra filha de Adão Patriarca. Mora no mesmo prédio que a irmã. Casada com Querubim, a quem acusa de não sair da cepa torta. O filho, Quico, é o menino dos seus olhos. Faz-lhe todas as vontades e parece ter olhos vendados quando se trata de enxergar os seus defeitos.

Querubim (António Anjos)
Marido de Juventina. É terceiro violino na Orquestra Sinfónica. Chega a ter de ensaiar na casa de banho, já que a esposa não quer que o filho seja incomodado. Contenta-se com o pouco que ganha e não faz qualquer esforço para progredir na vida, o que lhe confere a alcunha de “Poucochinho”. Apesar da penúria em que vive, julga-se um ser superior e quer dar-se ares de Paganini.

Quico (Octávio de Matos)
Cábula e cretino. Está há quatro anos sem sair do segundo ano de Económicas. Quando não está a dormir, dedica-se aos compromissos com o partido, onde o tratam por “senhor dótor”.

Participações especiais

Mercedes (Mila Ferreira)
Porteira do prédio onde reside a família Patriarca. Espanhola fogosa e sensual, não deixa os homens indiferentes, sobretudo Vitorino.

Kassim (Rui Anjos)
Amigo e camarada de Vitória. Tido como terrorista. Para fugir à Polícia, assume a identidade da apresentadora Maria Belmira.

Maria Parda (Adelaide João)
Em tempos, foi a célebre atriz Cesaltina Costa. Ao deixar de receber convites, tornou-se mendiga e perdeu a razão.

Hermenegildo Graça (Carlos Cabral)
Médico da Caixa. Vai certificar-se da doença de Vitorino, que meteu baixa para tratar de um biscate na casa de Mercedes.

Bombeiro (Marques d’Arede)
Vem ao prédio para tratar de uma inundação no apartamento de Mercedes, mas engana-se e entra no de Quico, cujos devaneios o deixam boquiaberto.

Ernesto (Mário Sargedas)
Mendigo que Vitória convida para almoçar na festa de homenagem a Quico.

Inspetor (Rui Luís)
Investiga uma denúncia que indicia a presença de um terrorista – Kassim – no prédio. Forte em presunção, fraco em astúcia.

Agente Carvalho (Camacho Costa)
O desajeitado assistente do Inspetor.

Saldanha (João Rodrigo)
Amigo de Adão Patriarca. É taxista.

Alménia (Maria Bastos)
Taberneira, amiga colorida de Adão Patriarca.

1. A múmia (20/05/1989)
Com a conivência do avô, Vitória esconde em sua casa um camarada que foi espancado e completamente enfaixado. A permanência da “múmia” na habitação e os seus encontros com Vitorino e Zulmira darão origem a divertidas peripécias.

Elenco adicional:
Rui Anjos – Maria Belmira / Kassim


2. O dilúvio (27/05/1989)
Vitorino mete baixa para poder tratar da canalização da porteira. Com o que ele não contava é que, durante a execução do serviço, o médico da Caixa aparecesse para uma visita-surpresa…

Elenco adicional:
Rui Anjos – Maria Belmira / Kassim
Carlos Cabral – Hermenegildo Graça
Mila Ferreira – Mercedes
Marques d’Arede – Bombeiro


3. Terroristas (03/06/1989)
Quico passa no exame de condução. Juventina quer fazer uma festa com a família e pede a casa emprestada a Zulmira. Mas a comemoração é perturbada pela invasão dos amigos marginais de Vitória, a priminha anarca.

Elenco adicional:
Manuela Queiroz – Mulher do anúncio
Mário Sargedas – Ernesto Espírito Santo
Mila Ferreira – Mercedes
Rui Anjos – Maria Belmira / Kassim
Rui Luís – Inspetor
Camacho Costa – Agente Carvalho


4. A privada (10/06/1989)
Quico compra uma câmara de vídeo contrabandeada e pensa ter chegado o momento de mudar a sua vida com a concretização de um velho sonho: montar uma televisão privada. Entusiasmado com a ideia, começa por filmar uma telenovela em que os atores são os seus familiares.

Elenco adicional:
Rui Anjos – Maria Belmira / Kassim
Frederico Cheong – Índio
Mila Ferreira – Mercedes
Rui Luís – Inspetor
Camacho Costa – Agente Carvalho
Adelaide João – Maria Parda


5. A performance (17/06/1989)
A família Patriarca revela uma súbita tendência para se interessar pela cultura. Assim, resolvem deslocar-se em bloco até ao Palácio das Artes para assistirem a uma “performance”…

Elenco adicional:
Bibi Perestrelo – Vizinha
Adelaide João – Maria Parda
Carlos Rodrigues – Colega de Vitorino
Manuela Queiroz – Atriz da telenovela
Rui Anjos – Maria Belmira
Maria Bastos – Alménia
João Rodrigo – Saldanha
Henrique José – Espectador da performance
Natércia Gonzaga – Espectadora da performance
Edgar Souto – Pianista
Mila Ferreira – Mercedes


6. A praia (24/06/1989)
Devido a uma greve da companhia das águas, os dois casais resolvem ir à praia, onde não iam há muito tempo. Nem tudo corre da melhor forma, pois logo percebem que as coisas mudaram muito desde a última vez em que lá tinham estado.

Elenco adicional:
Maria Bastos – Alménia
João Rodrigo – Saldanha
Celeste Severino – Mulher de Saldanha
Manuela Queiroz – Mulher na praia
Jaime Camacho – Maurício (chefe de Vitorino)
Bibi Perestrelo – Namorada de Quico
Branco Alves – Homem que está a construir uma casa na praia

Ai… Life!!! foi uma série de teor humorístico, exibida nos fins de tarde de sábado. Foi gravada no primeiro semestre de 1987, mas ficou “na gaveta” durante dois anos, até ser transmitida.

O título jogava foneticamente com a expressão high life (vida à grande). Herlânder Peyroteo, o realizador, explicou desta forma a adaptação da mesma: “A mistura do português com o inglês do título é uma gracinha, porque a história passa-se entre gente da pequena-burguesia alfacinha, pretensiosa, com umas senhoras que aprenderam a dizer oui e yes nas madres e julgam que falam inglês. Então, enquanto andam a esfregar o chão da casa, em vez de suspirarem e dizerem ai… vida, dizem ai… life!”.

O realizador lamentou não ter tido as condições mínimas para realizar este trabalho. As gravações decorreram num estúdio improvisado num sótão da General Electric, cheio de pó e sem quaisquer condições acústicas.

Queixou-se ainda do horário escolhido para a série: “Os melhores horários são, em regra, os da noite, em que tenho assistido a exibições que não são nenhumas obras-primas… Ora, como eu acho que Ai… Life!!! não é nada de se deitar fora…”.

O argumento de Ai… Life!!! era do próprio Herlânder Peyroteo, apesar de assinado com o pseudónimo de Sérgio Porthman.

A série marcou a estreia da cantora e atriz Vanda Pereira, que mais tarde adotou o nome de Wanda Stuart. Era igualmente a intérprete do tema do genérico.

O elenco estava visivelmente desajustado à idade dos seus personagens. Basta notar que, com exceção de Vanda Pereira, nascida em 1968, os restantes intérpretes – que interpretavam avós, filhos e netos – eram nascidos entre 1936 e 1939. Todos tinham, portanto, à volta de 50 anos. Assim, por exemplo, deu-se o absurdo de Benjamim Falcão (1936) ser pai de Catarina Avelar (1939) e avô de Octávio de Matos (1939).

Rui Anjos – irmão de António Anjos, que também fazia parte do elenco – interpretou, para além do terrorista Kassim, a apresentadora de televisão Maria Belmira, que era um disfarce seu.

Kassim
Maria Belmira

Frederico Cheong, o famoso “Chinês” de Duarte & C.ª, fez uma pequena participação, no papel de um índio entrevistado por Maria Belmira.

A série encontra-se disponível para visualização no portal RTP Arquivos.

Partilhar:

Ai… Life!!!