Esquadra de Polícia

Exibição:
13/09/1999 – 15/03/2000 (RTP 1)

Número de episódios:
26

Argumento:
Francisco Moita Flores

Diálogos:
Francisco Moita Flores
Luís Filipe Costa

Cenografia:
Raul Neves

Produção:
Paula Nascimento

Realização:
Paulo Afonso Grisolli

Elenco:
Filomena Gonçalves – Maria Xavier
João Lagarto – Moreira
Carlos Santos – Rodrigues
Canto e Castro – Artur Simão
Vítor Rocha – Camacho
António Pedro Cerdeira – Osvaldo Raposo
Fátima Belo – Olívia Soares
Maria Henrique – Henriqueta Santos
Rui Luís Brás – Gregório Pego
Paulo Pinto – Oliveira
Gonçalo Waddington – Antero Silva
Paulo Matos – Zorro
Amadeu Caronho – Rafael Vieira
António Aldeia – Rui Mota

Esquadra de Polícia passa-se numa das grandes esquadras de Lisboa, a dos Olivais, que abrange uma área muito diferenciada, urbanística e populacionalmente.

Partindo do real, mas ficcionando-o, a série conta muitas histórias do dia-a-dia da cidade e, simultaneamente, histórias das vidas dos “fardas azuis” que nela prestam serviço.

O humanismo, a comicidade e também situações profundamente dramáticas misturam-se e combinam-se num quotidiano de polícias e vilões delirante, com cenas de muita ação dentro e fora da esquadra.

Subcomissária Maria Xavier (Filomena Gonçalves)
É uma polícia da nova geração, com uma visão e atitude avançadas. Mulher reservada, ganhou a confiança dos polícias devido à sua sensatez. É divorciada e vive com a filha, Sofia. Foi casada com o Comandante da Divisão, Leonardo, e tem com ele uma relação conflituosa.

Chefe João Moreira (João Lagarto)
Está à frente da Secção de Justiça. É racional, intuitivo e com uma inteligência fora do comum. Não usa arma. Bonacheirão e simpático, é viúvo há muitos anos e ainda não conseguiu desligar-se da memória da mulher. Vive sozinho com o cão e tem boa relação com a filha, já adulta.

Chefe António Rodrigues (Carlos Santos)
É quem dirige a 32.ª Esquadra. Formado na velha escola da Polícia, é rígido, autoritário e inflexível. “O bárbaro” é a sua alcunha, escolhida a preceito. Esconde a todo o custo as emoções e o desgosto provocados pela morte de dois dos seus filhos, também polícias.

Artur Simão (Canto e Castro)
É um polícia alcoolizado, à beira da reforma. Os problemas com o alcoolismo fizeram-no perder a confiança dos colegas para o serviço de rua, pelo que passa o tempo no interior da esquadra, a resolver casos de pouca importância ou a fazer de carcereiro.

Camacho (Vítor Rocha)
Companheiro de Moreira na Secção de Justiça. É de temperamento instável, pelo que tanto é capaz da maior violência como do maior altruísmo. Já foi casado três vezes. Deseja trocar o trabalho na esquadra por uma vida mais tranquila. O seu sonho é tocar na banda da PSP.

Osvaldo Raposo (António Pedro Cerdeira)
É homossexual, o que constitui um segredo e o leva a empreendimentos de uma audácia excessiva, para afirmar a masculinidade. Amigo e confidente de Olívia.

Olívia Soares (Fátima Belo)
Jovem mulher-polícia, muito emotiva, que se revolta contra todas as injustiças. Atormenta-se facilmente pelos problemas com que se defronta. Partilha a casa com Osvaldo e namora com Ribeiro, um jornalista.

Henriqueta Santos (Maria Henrique)
Mulher-polícia bastante gordinha, tem uma visão “doméstica” da Polícia. Gosta de competir com os colegas no braço-de-ferro. É casada e tem dois filhos.

Gregório Pego (Rui Luís Brás)
Filho de uma “tia” arruinada, mas excêntrica, que o coloca frequentemente em apuros. Fica com grandes problemas de consciência quando, do decorrer de uma ação policial, acaba por abater um criminoso. A partir daí, é suspeito de abuso de autoridade.

Oliveira (Paulo Pinto)
É preguiçoso, machista e corrupto. O facto de ser desmiolado e desbocado faz com que não goze da simpatia dos colegas. Vai ser assassinado.

Antero Silva (Gonçalo Waddington)
De temperamento tranquilo, é o único polícia que estuda na universidade – está a tirar o curso de Direito – e espera deixar a Polícia. Faz par com Henriqueta. Apaixona-se por Mónica, a filha do Chefe Moreira.

Júlio Sarmento (Paulo Matos)
Todos o tratam por Zorro. Vem ocupar a vaga deixada por Oliveira. Está sempre mortinho por andar aos tiros, não se separando nunca da sua shotgun.

Rafael Vieira (Amadeu Caronho)
Um dos guardas da esquadra. Exerce sobretudo a função de carcereiro.

Outros personagens

Madalena Aragão (Isabel Medina)
Advogada com um lado humano bem vincado. Defende causas sociais e impede os abusos de autoridade. Desempenha a profissão com rigor. É capaz de falar como um carroceiro, mas também de ser extremamente polida.

Mário (Orlando Costa)
É também advogado, mas deixou-se desagradar pelo álcool e pelas drogas. Desiludido com a vida e com o sistema judicial que liberta os criminosos, trata os presos que tem de defender mil vezes pior do que os polícias.

Ratazana (Vítor Emanuel)
Delinquente que vai parar à prisão pelos mais diversos crimes, desde pequenos delitos até ao tráfico de droga.

Peneiras (Henrique Viana)
Habitué da 32.ª, é um chulo vaidoso e aparvalhado. Por vezes, vinganças pessoais levam-no a denunciar outros criminosos, na tentativa de limpar a sua ficha junto da “bófia”.

Efigénio (Manuel Cavaco)
Marginal com alguns défices de sanidade mental.

Leonardo Coimbra (António Rama)
Ex-marido da subcomissária Xavier e seu superior hierárquico. É o Comandante da divisão onde se insere a 32.ª Esquadra, em cujo funcionamento se intromete constantemente. É frio, racional e a sua preocupação é o zelo pela imagem pública da PSP.

Sofia (Selma Pereira)
Filha da Subcomissária Xavier. Tem uma relação de grande companheirismo com a mãe, com quem divide os dramas próprios da adolescência. Para ela, o pai é um quase completo estranho.

Jerónimo (António Banha)
Pai da subcomissária Xavier. Vive no Alentejo. É um apaixonado pelo campo e detesta a vida na grande cidade. Apenas problemas de saúde o fazem sair da terra e deslocar-se a Lisboa.

Mónica (Marta Lapa)
Filha do Chefe Moreira. É bailarina. Apaixona-se por Antero, embora demonstre alguma relutância no namoro, devido à profissão dele.

Eulália (Maria Emília Correia)
Mãe de Gregório. Condessa falida, culpa o ex-marido pela débil situação financeira em que vive. Gasta o que tem e o que não tem. Sente repugnância pelo ambiente da esquadra, querendo à força que o filho abandone a Polícia.

Lúcia (Fernanda Lapa)
Psicóloga procurada por Gregório, na tentativa de ultrapassar os seus problemas de consciência. O seu interesse por ela acaba por ir um pouco além do profissional.

Ribeiro (Bruno Schiappa)
Namorado de Olívia. É jornalista e tenta arrancar-lhe alguns “furos”, mas a agente nunca se descose.

Fiscal (Rui Mendes)
Fiscal sanitário da câmara. Deixa o Chefe Rodrigues abespinhado, sempre que aparece na esquadra para inspecionar as condições de higiene.

Luísa (Marta Galhardo)
Agente nova na esquadra. É admitida juntamente com Zorro.

1. (13/09/1999)
Durante a comemoração de um aniversário de 18 anos, o pai da aniversariante tem um surto psicótico e começa a disparar indiscriminadamente sobre todos os presentes na festa. O Chefe Moreira tomará conta deste caso inquietante.

Atores convidados:
António Banha – Jerónimo
António Rama – Leonardo Coimbra
Augusto Portela – Mangas
Carla Lupi – Testemunha
Isabel Medina – Madalena
Orlando Costa – Mário
Selma Pereira – Sofia
Vítor Emanuel – Ratazana
Vítor Norte – Rogério


2. (20/09/1999)
Finalmente, Rogério é capturado em casa dos pais e interrogado na esquadra. À esquadra vai ainda parar um ladrão dorminhoco, e paira o mistério de uma mulher que é encontrada morta no seu apartamento.

Atores convidados:
António Banha – Jerónimo
António Cid – Marido de Brígida
Bruno Schiappa – Ribeiro
Margarida Rosa Rodrigues – Brígida
Noémia Costa – Rita
Rodolfo Neves – Pai de Rogério
Rui Mendes – Fiscal sanitário
Selma Pereira – Sofia
Vítor Norte – Rogério


3. (27/09/1999)
O Chefe Moreira confronta-se com um caso de homicídio. Uma mulher é encontrada morta no seu apartamento e as suspeitas indicam que o culpado é o marido. Entretanto, na esquadra, vivem-se momentos de grande agitação.

Atores convidados:
António Banha – Jerónimo
António Rama – Leonardo Coimbra
Fernanda Lapa – Lúcia
Henrique Viana – Peneiras
Isabel Medina – Madalena
Márcia Breia
Maria Emília Correia – Eulália
Marina Albuquerque – Hortense


4. (04/10/1999)
É semana de jackpot no concurso “Casa Cheia” – em jogo estão 90 mil contos – e as revistas valem uma fortuna no mercado negro… Assim, uma carrinha cheia de Telejogos é assaltada. Num armazém, um tiro certeiro de Gregório acaba por matar um dos assaltantes.

Atores convidados:
Isabel Medina – Madalena
João Calixto
Manuel Cavaco – Efigénio
Maria Emília Correia – Eulália
Marta Lapa – Mónica
Noémia Costa – Rita
Orlando Costa – Mário
Rui Mendes – Fiscal sanitário
Selma Pereira – Sofia
Sérgio Grilo – Assaltante


5. (11/10/1999)
Ratazana e Efigénio são incumbidos pelo padeiro Armindo de matar o seu cunhado, o Ranhoso. Depois de inúmeras peripécias, o feitiço acaba por se voltar contra o feiticeiro. Entretanto, é instaurado um processo disciplinar a Gregório.

Atores convidados:
António Rama – Leonardo Coimbra
Cândido Ferreira – Ranhoso
Fernanda Lapa – Lúcia
Isabel Medina – Madalena
Luís Pavão – Padre
Manuel Cavaco – Efigénio
Marta Lapa – Mónica
Rui Luís – Armindo
Rui Mendes – Fiscal sanitário
Selma Pereira – Sofia
Vítor Emanuel – Ratazana


6. (18/10/1999)
Depois de ter morto o cunhado, o Ranhoso anda a monte. Na esquadra, é instaurado um processo ao polícia Artur, devido aos seus problemas com a bebida. Verifica-se ainda a situação de um rapaz de 18 anos que foge, depois de atropelar um peão que acaba por morrer nos braços de Olívia.

Atores convidados:
António Banha – Jerónimo
António Rama – Leonardo Coimbra
Bruno Schiappa – Ribeiro
Cândido Ferreira – Ranhoso
Henrique Viana – Peneiras
Manuel Cavaco – Efigénio
Marta Lapa – Mónica
Noémia Costa – Rita
Selma Pereira – Sofia
Vítor de Sousa – Pai de atropelador


7. (25/10/1999)
Alguns dos polícias da esquadra desencadeiam uma operação conjunta com a Polícia Marítima e a Judiciária, a fim de deterem um barco vindo de Marrocos. A missão quase é abortada, mas a subcomissária Xavier toma conta da situação. Os seus homens tomam o barco e descobrem um carregamento de duas toneladas de haxixe.

Atores convidados:
António Rama – Leonardo Coimbra
Bruno Schiappa – Ribeiro
Henrique Viana – Peneiras
Isabel Medina – Madalena
Maria Emília Correia – Eulália
Marta Lapa – Mónica
Noémia Costa – Rita
Orlando Costa – Mário
Rui Mendes – Fiscal sanitário
Selma Pereira – Sofia


8. (01/11/1999)
Numa zona de vivendas, uma senhora idosa dá conta à polícia de um assalto à casa dos seus vizinhos ausentes. Henriqueta e Antero dirigem-se imediatamente para o local e surpreendem os quatro assaltantes. No entanto, nem tudo vai correr bem… pelo menos para a agente Henriqueta.

Atores convidados:
Ângela Pinto
Eurico Lopes – Assaltante
Francisco Pestana – Augusto
Gustavo Sumpta
Isabel Medina – Madalena
Jorge Rondão
Laura Soveral – Beatriz
Luís Alberto – Inácio
Orlando Costa – Mário


9. (13/11/1999)
Este episódio centra-se na história de Henriqueta. Quando um dos assaltantes capturados morre, o juiz encarregue do caso manda libertar os outros três homens e prender Henriqueta, alegando homicídio e abuso de autoridade. Esta decisão é considerada injusta pelos outros polícias da esquadra, desencadeando-se uma onda de solidariedade. Os colegas depõem as armas e iniciam uma greve… Mais uma vez, a Subcomissária Xavier decide agir e manda investigar o caso. Surgem, então, as provas que confirmam a inocência de Henriqueta: foi uma bala de ricochete que matou o assaltante.

Atores convidados:
Ângela Pinto
António Évora – Bastos
António Rama – Leonardo Coimbra
Bruno Schiappa – Ribeiro
Eduardo Viana – Canalizador
Eurico Lopes – Assaltante
Fernanda Lapa – Lúcia
Francisco Pestana – Augusto
Gustavo Sumpta
Isabel Medina – Madalena
Jorge Rondão
Laura Soveral – Beatriz
Orlando Costa – Mário


10. (20/11/1999)
O assassínio de dois agentes, Oliveira e Roberto, deixa a esquadra de luto. O caso é submetido a uma investigação rigorosa e as conclusões revelam-se um tanto ou quanto controversas…

Atores convidados:
António Banha – Jerónimo
António Rama – Leonardo Coimbra
Bruno Schiappa – Ribeiro
Filipa Pinheiro – Detida
Igor Sampaio – Alcilíades
Isabel Medina – Madalena
Manuel Cavaco – Efigénio
Marta Galhardo – Luísa
Noémia Costa – Rita
Paulo Patraquim – Repórter
Selma Pereira – Sofia


11. (27/11/1999)
Enquanto os dois agentes vão a enterrar, os seus colegas deitam mão à obra para descobrir quem os matou. Helena, que mantinha um caso com Oliveira, acaba por confessar que o assassino é o seu marido, também ele polícia. Entretanto, o novo agente, Zorro, começa a fazer das suas, ou seja, a usar e abusar da sua arma.

Atores convidados:
Ana Pascoal – Rosa
António Miguens
António Rama – Leonardo Coimbra
Henrique Viana – Peneiras
Marta Galhardo – Luísa
Marta Lapa – Mónica
Selma Pereira – Sofia
Sylvie Rocha – Helena
Teresa Faria – Mãe de Rosa
Vítor Emanuel – Ratazana


12. (04/12/1999)
Um miúdo que brincava num parque infantil é raptado. Horas mais tarde, é encontrado morto e, com ele, também os assassinos, duas crianças de 8 e 10 anos. A história deixa o pessoal da esquadra em estado de choque. Entretanto, a subcomissária Xavier é chamada ao Alentejo, devido ao estado de saúde do pai.

Atores convidados:
António Rama – Leonardo Coimbra
Manuel Cavaco – Efigénio
Marta Galhardo – Luísa
Marta Lapa – Mónica
Pedro Górgia – João António
Rita Alagão – Mãe do miúdo
Rui Mendes – Fiscal sanitário
Selma Pereira – Sofia


13. (11/12/1999)
Simões acorda sobressaltado com uma corda no pescoço… Tentativa de homicídio? Um caso insólito, pois o agressor evapora-se no ar. É o Chefe Moreira quem vai resolver este caso, descobrindo que, afinal, o assassino não era um fantasma e que estava bem mais perto de Simões do que se podia pensar… Estão a desaparecer meninas na cidade de Lisboa. Uma carrinha azul, uma pastelaria, bonecas e uma senhora de meia-idade são os dados comuns dos raptos. Mais um intrigante caso para o Chefe Moreira.

Atores convidados:
Cucha Carvalheiro – Helena
Marta Galhardo – Luísa
Henrique Pinho – Joaquim
Isabel Medina – Madalena
Lucinda Loureiro – Eulália
Luís Mascarenhas – Simões
Maria Tavares – Mafalda
Teresa Chaves


14. (18/12/1999)
O caso de um mudo louco, que, com a cumplicidade da mulher, violava e matava crianças, atraindo-as com uma boneca, é finalmente solucionado. Horrorizado com esta situação, Leonardo sente saudades da filha e acaba por declarar o seu amor à subcomissária Xavier.

Atores convidados:
António Cara d’Anjo – Manuel
António Rama – Leonardo Coimbra
Isabel Medina – Madalena
Luísa Barbosa – Vizinha
Marta Galhardo – Luísa
Marta Lapa – Mónica
Miguel Hurst
Orlando Costa – Mário
Paulo Patraquim – Repórter
Selma Pereira – Sofia
Teresa Roby


15. (25/12/1999)
Um carro pára em frente da esquadra e, lá dentro, está uma mulher que acaba por desmaiar. Foge de raptores… Mas como é que ela conseguiu fugir no seu próprio carro sem se lembrar de onde? É a pergunta a que o Chefe Moreira vai ter de responder, desta vez com a ajuda de Olívia. Neste episódio, também passam pela esquadra a história de Peneiras, ou Barão de Xabregas, do Dr. Mário, que mais uma vez foi encontrado a conduzir embriagado, e a de Zorro, a quem, finalmente, é retirada a arma.

Atores convidados:
António Banha – Jerónimo
Henrique Viana – Peneiras
Hugo Pereira – Pepe-Rápido
Maria Emília Correia – Eulália
Maria Rueff – Cristina
Marta Galhardo – Luísa
Orlando Costa – Mário
Selma Pereira – Sofia
Vítor Emanuel – Ratazana


16. (01/01/2000)
Andam dois polícias a fazer cobranças difíceis e Camacho é encarregado por Leonardo de resolver o caso, fazendo prova contra os ditos guardas. Entretanto, Peneiras denuncia Longarinas de ter guardado em casa meio quilo de heroína. Após algumas conclusões, acabam ambos presos na esquadra.

Atores convidados:
António Rama – Leonardo Coimbra
Fernanda Lapa – Lúcia
Henrique Viana – Peneiras
Isabel Medina – Madalena
Luís Esparteiro – Longarinas
Margarida Teixeira – Amiga de Ratazana
Marta Galhardo – Luísa
Miguel Vitório – Amigo de Ratazana
Selma Pereira – Sofia
Susana Jorge – Amiga de Ratazana
Vítor Emanuel – Ratazana


17. (08/01/2000)
Este episódio gira à volta de um caso de eutanásia: Dina mata o seu marido, paralisado há dois anos. Mesmo com uma gravação do marido, a situação não é fácil, e a Dr.ª Madalena é chamada em defesa de Dina. Entretanto, o Chefe Rodrigues vê Osvaldo a sair de um bar de homossexuais, o que o deixa intrigado.

Atores convidados:
Adelaide João – Elvira Carralheira
António Rama – Leonardo Coimbra
Carlos César – Marido de Dina
Cristina Cavalinhos – Lídia Bombom
Isabel Medina – Madalena
Manuela Maria – Dina
Marta Galhardo – Luísa
Orlando Costa – Mário
Sérgio Silva – Burlão


18. (15/01/2000)
É finalmente resolvida a questão dos dois polícias suspeitos da prática de crime de extorsão. Depois de dois meses de investigação e com a preciosa ajuda de Gregório, os agentes Silva e Jorge são apanhados em flagrante delito, quando faziam a cobrança de um cheque careca.

Atores convidados:
António Rama – Leonardo Coimbra
Elsa Valentim – Eulália
Henrique Viana – Peneiras
Manuel Cavaco – Efigénio
Marques d’Arede – Silva
Selma Pereira – Sofia


19. (22/01/2000)
A morte de Jerónimo, pai da Subcomissária Xavier, deixa a esquadra enlutada. Entretanto, o Dr. Mário anda aflito, pois foi burlado com a história do time sharing. Por seu lado, Osvaldo decide abandonar a polícia.

Atores convidados:
António Banha – Jerónimo
António Rama – Leonardo Coimbra
Henrique Viana – Peneiras
Isabel Medina – Madalena
José Gomes – Arlindo Língua Leve
Marta Galhardo – Luísa
Orlando Costa – Mário
Selma Pereira – Sofia


20. (26/01/2000)
Osvaldo compra um carro fantástico, mas acaba por descobrir que este é roubado. A polícia desencadeia, de imediato, uma investigação e chega à conclusão de que vários homens estão envolvidos em roubos de carros. A polícia consegue prendê-los todos em flagrante.

Atores convidados:
Custódia Gallego – Mulher de Ernesto
José Boavida – Antunes
Luís Zagallo – Vendedor de automóveis
Isabel Medina – Madalena
Marta Galhardo – Luísa
Melim Teixeira – Ernesto


21. (02/02/2000)
Violência doméstica: quando confrontado com este problema social, o chefe Moreira tenta ajudar, mas em vão… E o caso vai até às últimas consequências. Entretanto, Ratazana é agora Dragon Ball e anda outra vez a fazer das suas: na heroína que vende mistura estricnina, causando mesmo a morte a um toxicodependente.

Atores convidados:
Alina Vaz – Mãe de Leonor
Isabel Medina – Madalena
Manuel Cavaco – Efigénio
Marta Galhardo – Luísa
Miguel Antunes – Toxicodependente
Paula Pais – Leonor
Vítor Emanuel – Ratazana


22. (09/02/2000)
Quando um carro explode, é caso de polícia. Mas, quando na explosão morre um colaborador da Máfia, torna-se tudo mais complicado. Entretanto, a cegonha chega à esquadra, pois tanto a Dr.ª Madalena como a agente Olívia estão grávidas.

Atores convidados:
Ana Piu – Augusta
Armando Cortez – Silvério Sarmento
Bruno Schiappa – Ribeiro
Ilda Roquete – Manuela (Virgínia Lima)
Isabel Medina – Madalena
Marta Galhardo – Luísa
Selma Pereira – Sofia


23. (23/02/2000)
Ratazana faz anos. Logo, é dia de festa. Há comida, bebida, muita música e roupa nova. No entanto, a noite termina mais uma vez na esquadra. Por telefone, chega a denúncia de uma morte. Isaura ameaça deixar a casa onde vivia com o marido e este dá-lhe um tiro, matando-a. Quando a polícia chega ao local, Severino ainda foge, mas acaba por se suicidar, mesmo em frente a Olívia.

Atores convidados:
António Rama – Leonardo Coimbra
Eva Cabral – Isaura
Guida Maria – Virgínia
Isabel Medina – Madalena
José Lázaro
Leonor Francisco
Luís Pavão – Padre
Marta Galhardo – Luísa
Pedro Varela – Biscoito
Rita Tomé – Secretária de Mário
Rui de Sá – Severino
Vítor Emanuel – Ratazana


24. (01/03/2000)
Um aborto clandestino será o tema central deste episódio. Tina e António são um casal com poucos recursos e, quando Tina aparece grávida, a única saída que vêem é o aborto. As coisas não correm bem e Tina acaba por ter de recorrer ao hospital, onde é detida. Entretanto, surgem grandes mudanças na esquadra. Olívia demite-se, Artur entrega os papéis para a reforma e Leonardo traz a notícia de que a esquadra vai ter de mudar de instalações.

Atores convidados:
Amélia Videira – Ortelinda
António Rama – Leonardo Coimbra
Gracinda Nave – Otília
Henrique Viana – Peneiras
Isabel Medina – Madalena
João Maria Pinto – António
Maria d’Aires – Tina
Miguel Mendes – Romão
Orlando Costa – Mário
Pedro Carmo – Tadeu Cerqueira
Rita Tomé – Secretária de Mário


25. (08/03/2000)
Rosário é atirada de um carro em andamento, tendo sido vítima de assalto, espancamento e violação. O caso não é único e procuram-se os responsáveis pelo crime. Ratazana convence Peneiras a vender metadona, dizendo-lhe que é um medicamento. Um dos clientes de Peneiras vai parar ao hospital e os traficantes são desmascarados. Finalmente, chegam três reforços, enquanto a esquadra começa a preparar a mudança.

Atores convidados:
Fernanda Lapa – Lúcia
Guilherme Filipe – Tibério
Heitor Lourenço – Tibério (empregado de mesa)
Henrique Viana – Peneiras
Isabel Abreu – Rosário
Jorge Carvalho – Homem que ajuda Rosário
Marta Galhardo – Luísa
Pedro Górgia – João António
Peter Michael – Gustavo
Selma Pereira – Sofia
Sofia de Portugal – Laurinda
Vítor Emanuel – Ratazana


26. (15/03/2000)
Eis chegado o dia da mudança… Entre os parabéns a Artur – que comemora o primeiro dia de reforma – e o nascimento do filho da Dr.ª Madalena, todos os agentes vão arrumando as suas “tralhas” e vão-se despedindo da esquadra.

Atores convidados:
António Rama – Leonardo Coimbra
Guilherme Filipe – Tibério
Isabel Medina – Madalena
João d’Ávila – Merlim
Manuel Cavaco – Efigénio
Maria Emília Correia – Eulália
Marta Galhardo – Luísa
Pedro Górgia – João António
Rui Mendes – Fiscal sanitário
Sofia de Portugal – Laurinda

Depois de, em Desencontros (1995) e Polícias (1996/1997) Francisco Moita Flores e Luís Filipe Costa terem centralizado a ação numa brigada de homicídios da Polícia Judiciária, desta feita fizeram-no numa esquadra da PSP.

Moita Flores definiu Esquadra de Polícia como “um microcosmos de conflitos e de dramas que atingem os que nela trabalham e os que ali vão procurar ajuda, desde a velhota a quem o gato fugiu até ao assassino que matou sem dó nem piedade; desde o acossado pelos bandos que pululam nos autocarros até às crianças abandonadas, aos velhos sem abrigo, aos suicídios por amores desencontrados”.

O autor salientou ainda que a corporação policial – no caso a PSP, no seu conjunto – era também a protagonista desta série: “Sobre a Polícia existe a ideia da brutalidade e não deixa de ser paradoxal perceber que, após o 25 de Abril, talvez não haja instituição que tenha sofrido tão profundas alterações estruturais e mentais quanto a PSP, que é hoje uma força na qual se cruzam o velho e o novo, a visão autoritária com a leitura cívica das relações com a sociedade civil”.

Luís Filipe Costa, que trabalhou com Moita Flores na escrita da série, considerou que as principais características da mesma eram “a proximidade com a cidade e com as suas pessoas, e uma forma de olhar para a PSP isenta de preconceito que todos, mais ou menos, temos em relação à Polícia”.

Esquadra de Polícia foi exibida às segundas-feiras e, a partir do 9.º episódio, aos sábados.

Foi considerada pela ATV (Associação de Telespectadores) o melhor programa em exibição na RTP.

O personagem de Paulo Pinto, o desonesto agente Oliveira, foi assassinado no 10.º episódio, tendo o seu lugar sido ocupado por Zorro, interpretado por Paulo Matos.

Oliveira assassinado
Zorro

A série encontra-se disponível para visualização no portal RTP Arquivos.

Partilhar:

Esquadra de Polícia