Estrada Larga

Exibição:
17/10/1987 – 09/01/1988 (RTP 1)

Número de episódios:
13

Autoria:
Manuel Pavese
Maria João Lucas

Realização:
José Manuel Tudela

Produção:
Videomedia

Elenco:
Canto e Castro – Avô
João Mota – Pai (António)
Maria João Lucas – Mãe (Catarina)
Pedro Jardim – Luís
Rita Salema – Ana
Paulo Bernardo – André
Luís Vicente (voz do sétimo personagem)

A família Sousa Alves vive nos subúrbios, encafuada no seu apartamento e afastada da natureza e das belezas e maravilhas do próprio país.

Esta família, como tantas outras, enfrenta problemas sempre que quer ocupar os seus tempos livres ou fugir do ritmo de vida a que todos os que vivem nas grandes cidades estão sujeitos. Assim, e procurando uma solução para este problema, toda a família acaba por aceitar as sugestões do Avô (Canto e Castro), decidindo viajar pelo país, aproveitando todas as oportunidades para praticar exercícios físicos.

Em todos os episódios, a família faz-se à estrada e haverá terras e atividades para descobrir em conjunto.

Mãe
(Maria João Lucas)

Pai
(João Mota)

Avô
(Canto e Castro)

Luís Miguel
(Pedro Jardim)

Ana
(Rita Salema)

André
(Paulo Bernardo)

1. (17/10/1987)

Local: Serra da Estrela
Atividade: Marcha de montanha

A família Sousa Alves está reunida em sua casa durante um fim-de-semana. Pai, mãe, avô e três filhos são os elementos desta família, tipicamente urbana, que se debate com problemas ao nível da ocupação dos tempos livres. Com base numa sugestão do avô, partem todos para a Serra da Estrela. Confrontados com a ausência de neve, motivo principal da sua deslocação, são aliciados por um indivíduo conhecedor da região a realizar uma marcha de montanha que os levará da Torre até Manteigas.


2. (24/10/1987)

Local: Serra da Estrela
Atividades: Esqui na relva / Esqui na água

Com a colaboração dos dois amigos que acompanharam a família no dia anterior, foi possível encontrar o material necessário para experimentar o esqui na relva, alternativa possível dada a falta de neve. Conduzidos ao clube de esqui local, na expectativa de encontrar um monitor que os acompanhasse, acaba por surgir uma nova proposta. Esqui de água e esqui de relva serão as atividades a que a família Sousa Alves se irá dedicar ao longo do dia, com grande satisfação e alegria por parte dos filhos e alguma ironia do pai, na descoberta desta nova forma de ocupação dos tempos livres.


3. (31/10/1987)

Local: Penedo da Amizade (Sintra)
Atividades: Montanhismo / Rappel

Contando com o apoio da mãe, André acaba por conseguir juntar-se a um grupo de montanheiros, para realizar uma sessão de iniciação ao montanhismo na Serra de Sintra. No Penedo da Amizade – local onde terá lugar a escalada –, André será enquadrado pelos monitores de montanhismo, que lhe irão mostrar algumas das técnicas que é necessário conhecer para praticar esta modalidade. Na companhia da mãe, que vive intensamente todos os pormenores, André tem a possibilidade de aprender as bases da escalada natural, das técnicas de segurança e das técnicas da descida.


4. (07/11/1987)

Local: Serra da Arrábida
Atividade: Espeleologia

À porta de casa da família, o avô, a Ana e o André fazem os preparativos para o fim-de-semana. A Ana e o André, acompanhados por um monitor de montanhismo e outro de espeleologia, vão ter a oportunidade de conhecer os segredos de uma gruta na Serra da Arrábida. Enquanto espera pelos netos, o Avô entrega-se ao passatempo de que mais gosta, a pesca.


5. (14/11/1987)

Local: Portinho da Arrábida
Atividade: Paraquedismo náutico

À saída da gruta, o André vê um paraquedista e começa a chamar-lhe a atenção, gritando e gesticulando. Consegue, finalmente, ser visto pelos tripulantes da embarcação que o rebocava. Desta forma, os irmãos e seus acompanhantes apanham uma “boleia” até ao Portinho da Arrábida e têm a oportunidade de ver, de perto, como é que os paraquedistas “levantam voo” da praia, ajudados por barcos a motor.

Participação especial:
Antonino Solmer – pescador


6. (21/11/1987)

Local: Barragem de Montargil
Atividades: Katamaran à vela / Esqui aquático

Novamente junta, a família Sousa Alves vai passar o fim-de-semana com o avô, que os espera na sua pequena casa, junto à barragem de Montargil. Um encontro ocasional entre o Luís e o seu antigo professor de Educação Física irá oferecer a todos os elementos da família a possibilidade de experimentarem o katamaran à vela. Catarina surpreende todos quando se propõe fazer esqui aquático.


7. (28/11/1987)

Local: Rio Mira
Atividade: Canoagem

Com a ajuda dos netos, o Avô constrói uma canoa na varanda, algo a que a Mãe e o Pai não acham grande piada. Finalizada a obra, o Avô pede a ajuda de um técnico especializado para verificar que a canoa foi corretamente construída. Depois de recebidas as instruções de segurança, a família desloca-se até Odemira, de onde parte para um deleitoso passeio em canoa até Vila Nova de Milfontes.


8. (05/12/1987)

Local: Praia de São Julião
Atividade: Surf

Luís, acompanhado de um colega de liceu, vai até à praia, onde, entusiasmado, observa um grupo de rapazes, que praticam surf. Curioso, aproxima-se do grupo e faz algumas perguntas sobre a modalidade. No liceu, em conversa com o professor de Educação Física, Luís pergunta onde pode aprender a praticar surf, dado tê-lo achado fascinante. O professor, ao aperceber-se do interesse de Luís pelas atividades de mar, aconselha-o a tirar um curso de mergulho amador.


9. (12/12/1987)

Local: Alentejo
Atividades: Campismo / Cicloturismo / Voo à vela

Luís, Ana e André não estão nada entusiasmados com o programa que António propôs para o fim-de-semana: acampar no Alentejo. O que conhecem do Alentejo é a monótona estrada até ao Algarve e acham que é apenas isso que vão encontrar. Mas enganam-se… Juntos, pais e filhos fazem um passeio de bicicleta pela planície alentejana onde, pelo caminho, ficam fascinados ao verem no ar aviões sem motor e asas-delta.


10. (19/12/1987)

Atividades: Paraquedismo / Animação de tempos livres

A família continua acampada, com o Avô a fazer as vezes de cozinheiro. Para passar o tempo, jogam todos ao “jogo das prendas”, o que lhes proporcionará momentos de grande diversão. No dia seguinte, vão ao aeródromo assistir a um campeonato de paraquedismo, alargando os seus conhecimentos sobre esta atividade. Ficamos ainda a conhecer alguns aspetos sobre a função de animador de tempos livres.


11. (26/12/1987)

Local: Centro de Atividades Subaquáticas do ISEF
Atividades: Mergulho amador

Luís está entusiasmado com a ideia de frequentar um curso de mergulho amador, mas não sabe como há-de conseguir a autorização do pai. Pede então à mãe para servir de intermediária. Para espanto de Catarina e alegria de Luís, António dá a entender que também está interessado no curso. Assim, pai e filho vão viver intensamente todos os momentos de aprendizagem desta atividade, rica em situações pouco habituais e de características muito específicas.


12. (02/01/1988)

Atividades: Mergulho amador / Golfe

Luís e António continuam entusiasmadíssimos com o curso de mergulho e preparam-se para a prova final, que decorrerá no mar e lhes permitirá obter a caderneta de mergulhador amador. Enquanto isso, Catarina, Ana e André passam por um campo de golfe e observam com curiosidade os jogadores, não resistindo a experimentar dar umas tacadas.

Participação especial:
Almeno Gonçalves – colega de António


13. (09/01/1988)

Atividade: Férias de verão

No último episódio, a família Sousa Alves recebe a visita de um casal amigo, com quem costuma passar as férias no Algarve. Depois de relatarem as experiências que têm vivido nos últimos tempos, propõem aos Antunes trocar as tradicionais férias na casa de praia por um programa um pouco diferente, que, com alguma relutância, eles acabam por aceitar.

Participação especial:
Manuela Carlos – Teresa Antunes
Alfredo Laranjinha – Alfredo Antunes
Ricardo Poiares – Nuno Antunes

Estrada Larga veio ocupar o espaço deixado vago pela reposição da série O Anel Mágico, aos sábados, por volta das 12:30. Tratava-se de uma série documental dedicada sobretudo ao público juvenil.

Maria João Lucas, que tivera grande destaque no primeiro semestre de 1987, com o papel de Margarida na novela Palavras Cruzadas, surgia no último trimestre do ano com este novo projeto, onde, para além de coautora, interpretava o papel de “Mãe”.

A atriz explicou ao Se7e o propósito da série: “O projeto inicial foi entregue pelo meu marido há uns cinco ou seis anos. No entanto, só este ano foi possível concretizar-se esta ideia. Trata-se de tentar mostrar às pessoas que há determinados desportos que julgamos serem caros e que podem até não ser tanto assim. Ao mesmo tempo, estamos a percorrer diversas zonas do país, desde a Serra da Estrela ao Rio Mira e Praia do Guincho, procurando que a série seja o mais documental possível, ainda que tenha como elementos de ligação as pequenas histórias que vai contando”.

Partindo das características das diferentes regiões do nosso país, a série teve como suporte algumas descrições produzidas por autores consagrados da literatura portuguesa acerca desses mesmos locais, nomeadamente: Miguel Torga, Eça de Queiroz, Gil Vicente, Sebastião da Gama e Fialho d’Almeida.

Para além do elenco que compunha a família Sousa Alves, existia um “sétimo personagem”, que mais não era que um narrador, vivido pelo ator Luís Vicente.

Manuel Pavese, coautor, apareceu nos primeiros episódios, passados na Serra da Estrela, e mais tarde como instrutor de mergulho.

A série foi reposta no verão de 1990, às quartas-feiras, entre 04/07 e 12/09.

Partilhar:

Estrada Larga