Histórias Quase Clínicas

Exibição:
08/07/1988 – 22/07/1988 (RTP 1)

Número de episódios:
03

Autoria:
Armando Moreno

Produção:
Isolino de Sousa

Realização:
Adriano Nazareth Jr.

Elenco:
António Capelo – Mário
Júlia Correia – Margarida
Ana Bustorff – Glória

A ação de Histórias Quase Clínicas passa-se, toda ela, dentro de uma clínica, propriedade do Dr. Mário (António Capelo), e desenvolve-se através de histórias ocorridas com o pessoal médico e de enfermagem, os doentes e seus familiares.

O Dr. Mário tem em Margarida (Júlia Correia), a competente enfermeira-chefe, o apoio de que necessita para resolver os problemas que vão surgindo no dia-a-dia. O entrosamento que existe entre os dois não agrada a Glória (Ana Bustorff), a ciumenta e sempre vigilante noiva do Dr. Mário, que, embora não trabalhe na clínica, é presença assídua por lá.

Dr. Mário (António Capelo)
Médico de profissão e administrador de uma clínica. Para além dos assuntos inerentes à sua profissão, tem de assegurar também a difícil tarefa de gerir os recursos da clínica.

Margarida (Júlia Correia)
Enfermeira-chefe da clínica. Braço-direito de Mário, que deposita total confiança no seu trabalho. É viciada em palavras cruzadas. Está noiva, com casamento marcado para breve.

Glória (Ana Bustorff)
A ciumenta noiva de Mário. Incomoda-se com a sua excessiva dedicação ao trabalho e antipatiza gratuitamente com Margarida.

1. (08/07/1988)
O Dr. Mário é diretor de uma clínica. O seu trabalho é seguido pelo olhar atento de Glória, ciumenta do convívio do médico com a enfermeira Margarida. Preocupado com o estado do pequeno Carlos, o médico ouve reprovações dos pais do garoto, cujo estado é grave. Impelido a passar um atestado falso, o Dr. Mário reage desesperado pelo desaparecimento de estupefacientes do armário da enfermeira. Henrique, noivo de Margarida, consulta o Dr. Mário por sofrer de uma doença que pode impedir o casamento. Para fugir ao peso da rotina, o médico envolve-se com um amigo numa aposta sobre o estado de um doente, o que virá a acarretar-lhe horas amargas.

Atores convidados:
António Fonseca – Ricardo
Cristina Costa – Libânia
Jorge Pinto – Alírio
José Pinto – Osório
Glória Férias – Mulher de Adolfo
Paulo Fernando – Adolfo Sequeira
Jorge Rolla – Homem que pede um atestado
José Silva – Alfredo (pai de Carlos)
Lynne Mota – Graça (mãe de Carlos)
Alfredo Correia – Henrique


2. (15/07/1988)
Henrique mantém-se preocupado com o seu estado de saúde. O Dr. Ricardo tenta resolver um caso de rubéola numa doente grávida. O Dr. Mário promete a Álvaro, operado ao joelho, rever a conta, que o doente acha elevada. Glória, sempre ciumenta, procura humilhar a enfermeira perante o Dr. Mário, que a defende. Examinando Adolfo, deputado que perdeu a voz perante a expectativa de um discurso, o Dr. Mário considera que, em tais casos, os prognósticos são sempre reservados. Avolumam-se os problemas da clínica, tentando o médico estabilizar as despesas perante a oposição do diretor da secretaria, da enfermeira-chefe e do encarregado da cozinha.

Atores convidados:
Alfredo Correia – Henrique
António Fonseca – Ricardo
Cecília Guimarães – Matilde
Lurdes Rodrigues – Teresa
Jorge Pinto – Alírio
Glória Férias – Mulher de Adolfo
Paulo Fernando – Adolfo Sequeira
José Pinto – Osório
João Lourival – Homem que suspeita que a mulher tenha rubéola
Cristina Costa – Libânia
António Reis – Padre
Rosa Quiroga – Mãe de Amândio
Luís Duarte
Abel Fernandes – Castro (chefe de cozinha)
Luís Correia – Garcia
Luís Testa – António (diretor da secretaria)


3. (22/07/1988)
O problema de ter ou não filhos e o da igualdade de direitos do homem e da mulher na tomada dessa decisão são sucessivamente postos ao Dr. Mário. Essas questões revelam uma nova faceta perante a insistência de Gregório em operar o filho. Vera, decidida a casar em segundas núpcias, consulta o médico por causa da sua filha Cristina, de doze anos. Glória continua a implicar com o trabalho de Margarida, enquanto se esboça um sentimento forte entre Osório e Rui. Organiza-se a festa de Natal na clínica, altura em que muitas questões têm a sua resposta.

Atores convidados:
António Fonseca – Ricardo
Lurdes Rodrigues – Teresa
João Paulo Costa – Valadas
Paula Seabra – Etelvina
Óscar Branco
Cristina Oliveira
Júlio Cardoso – Gregório
Estrela Novais – Mulher de Gregório
Teresa Nunes
Henrique Santos – Noivo de Vera
Emília Silvestre – Fernanda Ribeiro
Jorge Nery – Marido de Fernanda
José Topa – Batista
João Cardoso – Tito
Alexandre Falcão – Livreiro

Histórias Quase Clínicas foi uma série de três episódios produzida pela RTP Porto e exibida às sextas-feiras, depois de Roque Santeiro.

O enredo baseava-se num conjunto de três coletâneas de contos (num total de 36) com o mesmo título, publicadas por Armando Moreno em 1982, 1985 e 1988. Cada conto tomava como protagonista uma dada doença.

Contudo, não se tratava de uma autobiografia, como sublinhava o autor – com 30 anos de carreira –, afirmando não se identificar com nenhum dos personagens apresentados na série: “Mas, é claro, existem muitas situações que são motivadas pela minha experiência pessoal”.

Armando Moreno

O modelo da série conduziu a uma imediata comparação com a série alemã Clínica da Floresta Negra, mas Armando Moreno rejeitou qualquer tipo de relação mais profunda: “O contexto de Histórias Quase Clínicas é basicamente diferente, pois aqui a intriga amorosa é abordada muito ao de leve. Há, de facto, relações sentimentais entre as personagens (funcionam como o “sal” indispensável), mas o objetivo principal é chamar a atenção para determinadas situações, quer sociais, quer médicas, como os atestados falsos ou o longo período de espera para o internamento”.

Segundo o autor, esta série registava ainda uma particularidade que a diferenciava de outras produções anteriormente realizadas em Portugal, e que tinha a ver com o facto de assentar em personagens citadinas, envolvidas em problemas específicos dos centros urbanos.

A banda sonora foi assinada por Samuel, com exceção do tema do genérico, interpretado por Maria Guinot – esposa do autor. A música, de título Esta minha pena valeu a pena, fazia parte do álbum Essa Palavra Mulher, lançado em 1988.

Armando Moreno foi autor e apresentador do magazine Viver com Saúde, estreado em 1993.

A série encontra-se disponível para visualização no portal RTP Arquivos.

Partilhar:

Histórias Quase Clínicas