Isso Julgas Tu!

Exibição:
28/09/1991 – 21/12/1991 (RTP 2)

Número de programas:
13

Coordenação:
Diana Andringa

Colaboração:
Rebeca Paulino

Produção:
Leonor Bernardo

Realização:
Fernando Midões

Juíza:
Carla Dias

Debate, em forma de tribunal, com jovens entre os 12 e os 15 anos, moderado pela “juíza” Carla Dias.

Depois de lido o processo, ouvem-se os depoimentos de ambas as partes, bem como dos respetivos advogados de defesa.

Em seguida, o júri coloca questões sobre o caso aos diversos intervenientes.

Expostos os argumentos, cabe ao júri chegar a um consenso sobre o caso.

1. O caso do irmão bisbilhoteiro (28/09/1991)


2. O caso do aluno que queria copiar (05/10/1991)


3. O caso do amigo arrependido (12/10/1991)


4. O caso da colega excluída (19/10/1991)


5. O caso do jovem racista (26/10/1991)


6. O caso da turma indisciplinada (02/11/1991)


7. O caso do jovem machista (09/11/1991)


8. O caso do roubo do walkman (16/11/1991)


9. O caso do irmão preocupado (23/11/1991)


10. O caso do segredo bem guardado (30/11/1991)


11. O caso do jovem que dizia que não (07/12/1991)


12. O caso do menino seropositivo (14/12/1991)


13. O caso da professora doente (21/12/1991)

Da autoria da jornalista Diana Andringa, Isso Julgas Tu! procurou reconstituir situações comuns na vida das crianças.

O ator e apresentador Zé Pedro Vasconcelos participou no episódio O caso da colega excluída.

Este episódio retratava o caso de Susana, uma aluna recém-chegada a uma escola, onde era excluída pelos seus colegas, especialmente por Margarida, a líder do grupo.

Margarida
Susana

Zé Pedro representou o advogado de defesa de Margarida.

Algumas imagens do programa foram exibidas quando Zé Pedro foi ao Inesquecível, de Júlio Isidro, e também no Agora Nós do dia do seu aniversário, em 13/11/2014.

A Democracia, de Sérgio Godinho, era o tema musical do programa.

Isso Julgas Tu! foi exibido aos sábados, na RTP 2, no espaço Agarra o 2, por volta das 13:00.

Em setembro de 1992, alguns episódios foram repostos no mesmo canal.

Partilhar:

Isso Julgas Tu!