O Fantocheiro Mágico

Exibição:
26/01/1990 – 06/05/1990 (RTP 1)

Autoria:
Carlos Correia

Fantocheiro:
Mário Pereira

Marionetas de:
Francisco Pereira

Figurino e conceção de marionetas:
Fernando Filipe

Produção:
Mary Van Dunen

Realização:
Maria de Lurdes Carvalho

O Fantocheiro Mágico consiste numa representação teatral de fantoches, assegurada pelo ator Mário Pereira, que manipula os dois bonecos, fazendo as vozes de ambos e ainda de um homem que com eles dialoga, o Mestre André.

Os bonecos são o Zé, que é extrovertido e adora pregar partidas, e o Barnabé, mais contido e habitualmente a vítima das tropelias do amigo.

Barnabé

Parece impossível
Mas é verdadeiro
Nós somos fantoches
De corpo inteiro

Esta série teve origem no espetáculo teatral com o mesmo nome, escrito por Carlos Correia para o ator Mário Pereira.

A ação centrava-se na mecânica cénica do fato que Mário Pereira envergava: os fantoches exibiam-se no tabuleiro “palco” e eram manipulados pelo ator, que – usando das artes da ventriloquia – desempenhava os vários papéis.

Os fantoches eram vistos em plano fechado, mas também em planos mais abertos, que permitiam observar Mário Pereira na execução das vozes.

Partilhar:

O Fantocheiro Mágico