Olá Sandybell

Título original:
ハロー!サンディベル
Hello! Sandybell

Ano de produção:
1981

Exibição:
24/04/1994 – 12/03/1995 (RTP 1)

Número de episódios:
47

Música:
Takeo Watanabe

Produção:
Toei Animation

Versão portuguesa

Tradução:
Maria João Varela

Áudio:
Sérgio Figueiredo

Vozes:
Ângela Marques
Clara Nogueira – Rita
Glória Férias – Condessa de Wellington / Ana
João Cardoso – Leonardo (2)
João Paulo Costa – Marco
João Paulo Seara Cardoso – Leonardo (1)
Jorge Mota – Sr. Christie / Carlos
Raul Constante Pereira
Rosa Quiroga
Zélia Santos – Sandybell

Direção (interpretação):
Jorge Mota

Produção:
João Fernandes Mota

Sandybell vive numa pequena cidade da Escócia, na companhia do seu pai, o Sr. Christie, e de Olavo, o seu fiel cachorro. Tem muitos amigos, para quem é uma espécie de irmã mais velha, e é uma jovem feliz, cuja única tristeza é não ter mãe.

Nas proximidades da cidade, existe um castelo que pertence aos Condes de Wellington. Quando Sandybell trava conhecimento com a Condessa, surge entre elas uma relação quase maternal.

A Condessa oferece-lhe um pé de narciso branco, e Sandybell decide plantar um jardim secreto em homenagem à sua mãezinha.

Um grupo de rapazes maldosos descobre o segredo de Sandybell e ameaça destruir o jardim. Nesse momento, como que por magia, aparece um rapaz em auxílio de Sandybell.

O jovem é nada menos que Marco, o filho dos Condes de Wellington, e imediatamente nasce um amor entre ele e Sandybell, despertando a ira de Rita Shearer, uma jovem aristocrata egocêntrica cujo sonho é casar com Marco.

Inesperadamente, os pais de Marco morrem num acidente de automóvel, deixando uma grande quantia em dívidas. A família Shearer aproveita a ocasião para pressionar Marco a tornar-se noivo de Rita. Embora sejam ricos, os pais da moça não possuem qualquer título de nobreza, vendo neste casamento uma forma de ascenderem socialmente. Marco não aceita a pressão e desaparece no dia do noivado, deixando uma carta para Sandybell, onde promete regressar um dia.

Entretanto, o Sr. Christie adoece gravemente e morre. Antes, porém, confronta Sandybell com uma terrível revelação: ele, na realidade, não é seu pai; adotou-a ainda pequena, sem sequer conhecer a identidade da sua mãe. A única pista que tem dela é uma jóia em forma de narciso branco.

Longe de Marco e sem o pai, Sandybell resolve seguir a vontade do Sr. Christie e parte para Londres, onde é acolhida pela família de Leonardo Ronwood, um grande amigo seu. Mas a sua mulher, Ana, e a sua filha, Eva, não gostam dela e não lhe facilitam nada a vida.

Algum tempo depois, Sandybell torna-se repórter especial do Ronwood News, partindo em digressão pela Europa. Rita não se deixa ficar atrás da rival e consegue uma posição semelhante no maior jornal de Londres.

Marco, por sua vez, leva uma vida de mendicidade, na procura pela verdadeira inspiração enquanto artista. Os desencontros com Sandybell e Rita serão uma constante…

Sandybell
É uma menina bondosa, extrovertida e bem-educada, mas vive metida em confusões. O seu maior desgosto é não ter mãe. Com a morte do pai, deixa a Escócia e parte para Londres.

Olavo
Cão de Sandybell e seu fiel companheiro.

Luís Christie
Pai de Sandybell. É professor e criou Sandybell praticamente sozinho. Esconde um grande segredo relativamente à origem da filha.

Sr.ª Scott
Vizinha do Sr. Christie, ajudou a criar Sandybell.

Sr. Scott
Vizinho do Sr. Christie.

Marco Branch Wellington
Filho único dos Condes de Wellington. O seu sonho é ser pintor, mas é bastante inseguro. Foge no dia do noivado com Rita, passando a levar uma vida de ostracismo.

Condessa de Wellington
Mãe de Marco. Vive num castelo nas proximidades da casa de Sandybell. Esta admira-a, vendo nela a imagem da sua própria mãe. Juntamente com o marido, atravessará graves problemas financeiros.

Óscar
Homem de confiança dos Wellington.

Rita Shearer
Jovem aristocrata, maldosa e antipática. É apaixonada por Marco e, por esse motivo, detesta Sandybell. Será também sua rival enquanto repórter.

Sr. Shearer
Pai de Rita. É um empresário poderoso e sem escrúpulos.

Sr.ª Shearer
Mãe de Rita. Tal como o marido, é uma pessoa interesseira e preocupada com as aparências.

Roberto
Motorista dos Shearer.

Marta
Amiga de Sandybell. Adora brincar com ela, mesmo contra a vontade da sua mãe.

Jaime
Amigo de Sandybell.

Paulo
Amigo de Sandybell.

Rute
Colega de Sandybell. É apaixonada por Carlos.

Laura
Colega de Sandybell.

Carlos
É o líder de um grupo cujo passatempo favorito é azucrinar os outros, especialmente Sandybell.

Jorge
Membro do grupo de Carlos.

David
Membro do grupo de Carlos.

Eduardo
Homem misterioso que aparece sempre para apoiar Sandybell nas horas de maior aflição. Procura uma irmã desaparecida há mais de 15 anos.

Leonardo Ronwood
Amigo do Sr. Christie. Dirige um pequeno jornal em Londres.

Ana
Mulher de Leonardo. Faz a vida negra a Sandybell, quando o marido decide acolhê-la em sua casa, forçando-a a trabalhos pesados.

Eva
Filha de Leonardo. Também detesta Sandybell, pois sente ciúmes da atenção que o pai lhe dá.

Rui
Primeiro amigo de Sandybell em Londres. Não tem família e vive na igreja. Mais tarde, tornar-se-á assistente de Sandybell.

Alice
Vive também na igreja. Apesar de órfã, alimenta a ilusão de vir a reencontrar o pai.

Bruno
Companheiro de Rui e Alice.

Gustavo Petersen
Jornalista desempregado; ambicioso, mas sem qualificações. Inicialmente rival de Sandybell, vai apaixonar-se por ela.

Campos
O desastrado assistente de Rita. Além de fotógrafo, é também seu guarda-costas, embora não tenha qualquer vocação para tal.

Leandro
Importante crítico de arte, vai ser a primeira pessoa a apoiar o trabalho de Marco.

Luísa
Mãe de Sandybell. Após ter sobrevivido a um naufrágio, perdeu a memória, tendo sido acolhida num convento na Córsega.

1. Coragem, Sandybell

Sandybell salva um pato que foi caçado por Rita, o que gera o primeiro conflito entre as duas. Rita dirige-se à escola e tenta descobrir a identidade de Sandybell, para acusá-la de roubo. Sr. Christie, o pai de Sandybell, que é professor, defende-a. Mas uma armadilha preparada para Sandybell por três rapazes acaba por colocar as duas de novo frente a frente.


2. O jardim secreto da mãezinha
Sandybell foi até ao castelo para se desculpar por ter entrado sem autorização na propriedade. É recebida pela Condessa de Wellington, que a recebe muito bem, mesmo com a desaprovação de Rita e da Sr.ª Shearer. Sandybell chama os seus amigos para ajudá-la a cuidar do jardim do castelo.


3. O narciso branco do jardim secreto
Sandybell decidiu plantar um jardim secreto, em homenagem à sua mãe, e tenta enchê-lo de flores sem que ninguém veja. Para isso, terá de driblar a atenção dos seus amigos, tarefa que não se revelará nada fácil: eles encontram-na e pedem-lhe que os leve novamente ao castelo.


4. O príncipe das flores
Rita expulsa as crianças da sua propriedade e fica com a jangada que pertence a Sandybell. Esta enfrenta-a mais uma vez. Rita convida Carlos, Jorge e David para irem a sua casa e tenta sacar-lhes informações sobre Sandybell. E estes passam a segui-la, acabando por descobrir o jardim…


5. Primeiras emoções
Sandybell está morta de curiosidade acerca da identidade do rapaz que a ajudou a defender o jardim. Este volta ao jardim, novamente sem revelar o seu nome, e fogem juntos ao ouvir os tiros de caçadeira de Rita. Sandybell confessa ao pai que, pela primeira vez, está interessada num rapaz. E descobrirá da pior forma quem ele é…


6. A verdadeira essência da pintura
Marco deixa Rita sozinha, vai atrás de Sandybell e explica-lhe porque escondeu a sua identidade. Rita observa-os a conversar animadamente e promete vingar-se; atrai Sandybell a um lugar ermo e, em tom ameaçador, exige que ela se afaste de Marco. Marco pinta um retrato de Sandybell, quando um acidente acontece…


7. Uma vida para a arte
Rita prepara-se para visitar Marco, mas este foge sem ser visto. Enquanto pinta o retrato de Sandybell, Marco é surpreendido pela presença de Cláudio, um conhecido pintor, que está hospedado em casa dos Shearer. Rita aproveita a ocasião para afastar Marco da cidade, mas Sandybell, sem ser vista, vai com eles…


8. A festa de aniversário do Marco
Aproxima-se o aniversário de Marco, mas, devido à difícil situação em que se encontram os Wellington, ele não pretende festejar. Sandybell oferece-se para organizar uma festa e o Sr. Shearer, que queria tomar para si essa tarefa, decide também ele organizar um grande evento, que atraia todas as pessoas importantes.


9. O triste destino dos Wellington
A pedido de Sandybell, o Sr. Christie organiza um piquenique com todos os seus amigos, inclusive Marco. A Condessa de Wellington regressa ao castelo, mas é rapidamente chamada de volta a Londres pelo marido. No final do dia, quando estão de regresso do piquenique, Marco recebe uma notícia dolorosa…


10. A grande decisão do Marco
Passaram-se alguns meses desde a morte dos Condes de Wellington. Marco regressa ao castelo, e Sandybell recebe a notícia de que ele e Rita estão noivos. Embora tente transparecer indiferença ao facto, Sandybell está em estado de profunda tristeza. Mas Marco não parece seguro da decisão que tomou…


11. Folhas de outono
Para além da partida de Marco, Sandybell tem agora mais um motivo de tristeza: o seu pai sofreu um ataque cardíaco e encontra-se hospitalizado. O doente do quarto ao lado é Eduardo. Embora aparente ter mau feitio, Sandybell acabará por tornar-se sua amiga.


12. Uma pessoa fantástica
O Sr. Christie regressa a casa no dia do seu aniversário, e Sandybell prepara-lhe uma grande festa de receção. Rita viaja para Londres, mas antes avisa Sandybell de que não pretende desistir de Marco. Entretanto, Eduardo sai do hospital para dar um passeio e sofre um aparatoso acidente…


13. Adeus, paizinho!
Aproxima-se o Natal. O Sr. Christie recebe uma carta do seu amigo Leonardo que o deixa apreensivo. Sandybell vai buscar Eduardo para passar o Natal em sua casa. Marco, que está em Londres em situação precária, por pouco não é reconhecido por Rita. Infelizmente, a noite não acaba da melhor para Sandybell e para o Sr. Christie…


14. O adeus à Escócia
O casal Scott, que tem tomado conta de Sandybell desde a morte do Sr. Christie, propõe adotá-la. Sandybell, porém, mostra-se hesitante entre essa possibilidade e a ida para Londres que o pai lhe recomendou. Decide, então, aconselhar-se com Eduardo…


15. A chegada a Londres
Chegada a Londres, Sandybell começa a enfrentar as adversidades da grande metrópole. Em circunstâncias um tanto atribuladas, consegue encontrar o escritório do Sr. Leonardo. Este quer acolhê-la, mas a mulher e a filha opõem-se, uma vez que estão a enfrentar algumas dificuldades.


16. Lágrimas amargas
Sandybell passa por maus bocados na casa do Sr. Leonardo, já que D. Ana obriga-a incessantemente a trabalhos pesados. Também Eva, com inveja da atenção que o pai dá a Sandybell, faz-lhe a vida negra. Entretanto, Sandybell descobre uma possível pista do paradeiro de Marco, mas não pode sair de casa para ir à sua procura…


17. O mistério revelado
Sandybell fica deslumbrada com um narciso branco que vê numa florista, mas não pode comprá-lo por falta de dinheiro. Para agradá-la, Rui rouba o vaso, o que irá gerar algum tumulto. Ana desconfia que Sandybell seja filha de Leonardo e pressiona-o a dizer a verdade. Leonardo, então, revela tudo sobre a origem da garota, que escuta atrás da porta.


18. O quadro destruído
Sandybell constrói uma jangada e faz um passeio pelo rio Tamisa com os amigos. Roberto, o motorista dos Shearer, reconhece Sandybell e corre a dar a notícia a Rita. Esta procura Sandybell e exige saber onde Marco se encontra. Sempre vingativa, Rita consegue roubar o quadro que Marco pintou de Sandybell e pretende usá-lo a seu favor.


19. O roubo misterioso
A tipografia do Sr. Leonardo é assaltada, comprometendo a impressão do jornal. Sandybell suspeita que o ladrão seja alguém que não queria ver o seu nome no jornal e decide investigar por conta própria. As suas suspeitas recaem sobre Henrique, um senhor que, uma vez por mês, apresenta um espetáculo infantil na igreja. Mas esta investigação irá trazer-lhe alguns dissabores…


20. O regresso à paz
Rita vê Sandybell feliz, no parque, e pensa que ela está a ler uma carta de Marco. Este vai ao jornal e mostra os seus desenhos ao Sr. Leonardo, que os acha demasiado tristes. Em troca da carta, Rita oferece a Eva um passeio de iate. Sandybell apercebe-se do roubo da carta e vai atrás delas…


21. Um ano depois
Passou-se um ano da morte do Sr. Christie. É Natal, e Sandybell quer ir à Escócia visitar a sua campa. Reencontra os seus amigos e também Olavo. Sem saber de tudo o que aconteceu no último ano, Marco também regressa à terra natal, à procura de Sandybell, mas encontra a casa da amada vazia…


22. Um amigo fiel
Olavo fugiu de casa dos Scott para ir atrás de Sandybell. Numa viagem cheia de sobressaltos, é expulso de um comboio em andamento e fica magoado. Felizmente, Marco encontra-o, o que o motiva a procurar Sandybell. Será que o casal vai finalmente reencontrar-se?


23. Um pequeno artigo
Alice foi deixada num orfanato aos três anos de idade, mas alimenta a esperança de reencontrar o seu pai. Disposta a ajudar a menina, Sandybell prontifica-se a escrever um artigo baseado nas suas esparsas memórias. A descrição feita do suposto pai corresponde a Artur, um artista que, furioso, irrompe pela redação do jornal…


24. Tempo de partir
Eva acalenta o desejo de se inscrever numa escola privada, pois sonha vir a ser médica. No entanto, Ana não concorda, pois se Sandybell não fosse também, iriam acusá-la de injustiça. Depois de uma conversa com Gustavo, Sandybell toma a decisão de se tornar repórter especial do Ronwood News.


25. Jornalista em missão
Leonardo incumbe Sandybell de conseguir uma entrevista com o mais famoso entomólogo do mundo, que está de passagem por Londres. Também Gustavo anda atrás dele, pois disso depende a sua contratação por um grande jornal. Por seu turno, ao descobrir que Sandybell é agora uma repórter especial, Rita resolve que não pode ficar atrás…


26. A fuga das abelhas
Sandybell e Rui partiram rumo à floresta onde se encontra o Professor Fábio, tentando conseguir uma entrevista com o investigador. Também Rita aparece, com o mesmo propósito. Mas parece ser Gustavo a levar vantagem, quando finge interessar-se por uma espécie rara de borboletas…


27. Sandybell na prisão
Em busca de novas notícias, Sandybell trava conhecimento com o suposto proprietário de uma rede hoteleira, que lhe encomenda um artigo sobre a sua vida. O homem – que é, afinal, um vigarista – leva Sandybell e Rui a um dos seus hotéis, e eles vão parar à prisão, acusados de roubo…


28. A identidade secreta do papá
A procura por Maria, a filha do impostor, leva Sandybell e Rui até Stratford-upon-Avon, a terra de Shakespeare. Quando se apercebe de que a ideia de Maria acerca do pai não corresponde à realidade, Sandybell resolve ocultar a verdade. Rita aparece, mais uma vez, para estragar tudo. Maria foge, mas encontra alguém que a consola…


29. O bebé raptado
Sandybell consegue um pretexto para ir a Paris fazer uma reportagem sobre moda. Quando já está a caminho, em pleno oceano, decide prestar auxílio a uma mulher que abandonou o seu filho e que entrementes se arrependeu. Contudo, quando conseguem regressar a Londres, descobrem que a criança foi sequestrada…


30. Uma rapariga em Paris
Sandybell e Rui chegam a Paris e encontram Júlia, a estilista que vivera no mesmo orfanato que Rui, em Londres. Júlia mostra-lhes o vestido que lhe rendeu o primeiro prémio de um concurso. Também Rita tem interesse em publicar um artigo sobre a jovem. Mas Júlia tem um forte motivo para não querer que tal aconteça…


31. Os sinos anunciam o fim do romance
Uma jovem princesa está de passagem por Paris, mas Sandybell não dispõe da autorização necessária para assistir à sua conferência de imprensa. Rui acaba por ficar frente a frente com a princesa; esta pede-lhe que a leve a dar um passeio por Paris. O rapaz vive, assim, a sua primeira aventura romântica. Tudo se complica quando Gustavo se prontifica a descobrir o paradeiro da princesa…


32. Os subterrâneos de Paris são um labirinto amoroso
Gustavo é procurado por um amigo que lhe pede dinheiro emprestado para regressar a Inglaterra, pois envolveu-se com bandidos perigosos. Em contrapartida, Gustavo pede a sua colaboração para conseguir escrever um artigo sobre o crime. Quem também está em maus lençóis é Marco, que foi capturado pelos malfeitores.


33. O retrato da Condessa de Wellington
Sandybell toma conhecimento de que o retrato da Condessa de Wellington vai ser leiloado pelos Shearer. Trata-se, naturalmente, de uma artimanha de Rita e do seu pai para que Marco reapareça. E o plano dá certo: Marco assiste disfarçadamente ao leilão. Mas nem tudo corre como estavam à espera…


34. O fantasma de Maria
Sandybell e Rui estão na Borgonha, região mundialmente conhecida pelos seus vinhos. São acolhidos por um produtor de vinho solitário, na casa de quem encontram um retrato de uma jovem, que o homem afirma estar morta. À noite, um vulto ronda a casa. Tratar-se-á de um fantasma?


35. Um encontro misterioso
A pedido do Sr. Leonardo, Sandybell e Rui dirigem-se para Nice, a fim de se encontrarem com alguém misterioso no Passeio dos Ingleses. Rita e o seu assistente tentam antecipar-se e descobrir de quem se trata. Sandybell e Rui atrasam-se, pois ficam sem combustível a meio do caminho…


36. Operação em Atenas
Gustavo transmite a Sandybell e a Rita a informação de que foram descobertas, em Atenas, as ruínas de uma cidade soterrada. Todos partem para lá e, depois de uma viagem atribulada, descobrem que as ruínas em questão não existem. Qual terá sido, então, o propósito de Gustavo?


37. A pintura da casa na praia
Ainda na Grécia, Sandybell descobre, numa casa junto ao mar, uma pista de Marco, que ali pernoitou e deixou uma tela pintada. Sandybell, Rita e Gustavo vão no seu encalço, por caminhos tortuosos. Sandybell sofre um acidente que a detém. Por seu turno, Marco recebe, pela primeira vez, um rasgado elogio à sua pintura.


38. O roubo da carrinha
Em Roma, a carrinha de Sandybell é roubada. Rita aborda os ladrões e eles sequestram-na. Enquanto isso, em Nápoles, Eduardo tenta contactar Sandybell, pois, na busca pela sua irmã, conheceu alguém que estava no mesmo salva-vidas que os seus pais.


39. À procura da mãezinha
Sandybell suspeita que a mãe tenha sido resgatada por um barco de traficantes e planeia infiltrar-se no meio deles, a fim de obter alguma pista. Pensando que Sandybell quer fazer uma reportagem sobre o tráfico, Rita vai atrás dos gangsters, é capturada e fica entre a vida e a morte…


40. A revelação do grande chefe
Agora que está certa da sobrevivência da sua mãe, Sandybell procura saber mais sobre o barco que a salvou. Mas as poucas pistas existentes parecem ter sido propositadamente suprimidas. Sandybell resolve contactar o chefe dos contrabandistas, pois só ele poderá ter alguma informação.


41. O cachorrinho perdido
Rita procura Sandybell para lhe oferecer um pequeno dálmata. Sandybell acha que o cachorrinho é demasiado pequeno para estar longe da mãe e resolve descobrir o seu paradeiro, tencionando também escrever um artigo sobre o caso. Porém, o cachorrinho faz parte de um plano ardiloso, que coloca Sandybell em perigo.


42. A decisão do Marco
A viver nos Pirenéus, Marco envia um quadro para o marchand que conheceu na Grécia, mas arrepende-se em seguida, por considerá-lo medíocre. Ao tentar recuperá-lo junto do camião dos correios, mete-se num sarilho, sendo acusado de roubo. Sandybell e Rita, que foram até lá, saem em sua defesa.


43. O ato de coragem do Marco
Rita recebe uma mensagem de Marco, que lhe pede que vá a Paris juntamente com os seus pais, pois tem algo a comunicar-lhes. Depois de um longo período de espera, à chuva, Marco é finalmente recebido pelos Shearer. E Sandybell, disfarçadamente, assiste à conversa…


44. Ainda em busca da mãezinha
Gustavo presta apoio a Rita; o Sr. Shearer, agradecido, oferece-lhe emprego, mas ele não aceita. Sandybell reencontra Eduardo, que continua em busca de novas pistas sobre o paradeiro da irmã. Sandybell oferece-se para ajudá-lo e mete-se, mais uma vez, numa situação difícil.


45. Uma informação decisiva
Graças à coragem de Marco, Sandybell e Rui são libertados. Mas as boas notícias não param por aqui: Marco diz a Sandybell que têm de viajar para Toulon, pois lá encontrarão Reinaldo, tripulante do barco que salvou a mãe de Sandybell e que será a única pessoa capaz de fornecer alguma pista sobre o seu paradeiro.


46. Finalmente juntas, mamã
Sandybell chega à Córsega e, após algumas diligências, reencontra finalmente a sua mãe. Contudo, esta não a reconhece, pois perdeu a memória após o naufrágio. Sandybell fica desolada e decide regressar a Londres. Quando está prestes a ir embora, ocorre um incidente…


47. Adeus, Sandybell
Sandybell conta a Luísa a sua trajetória nos 16 anos que passaram separadas. Antes de levar a mãe até à Escócia, Sandybell fala com Leonardo, que lhe pede que passe por Paris para fazer uma reportagem. Trata-se da primeira exposição de Marco, que finalmente vê reconhecido o seu mérito.

Olá Sandybell foi exibida aos domingos de manhã, na RTP 1.

Em comum com Candy Candy, talvez a mais bem-sucedida série dentro do estilo shojo (séries voltadas sobretudo para o público feminino jovem), Olá Sandybell tinha o realizador (Hiroshi Shidara) e o compositor musical (Takeo Watanabe).

Embora sem a mesma repercussão das suas congéneres Candy Candy e JoaninhaOlá Sandybell teve os seus méritos, um dos quais foi a grande variedade de cenários, com a ação a decorrer em diversos pontos da Europa.

Assim, no Reino Unido, a história centrou-se sobretudo na Escócia e em Londres, com uma rápida passagem por Stratford-upon-Avon (terra de Shakespeare).

Escócia
Londres
Stratford-upon-Avon

Já durante a digressão de Sandybell pela Europa, registaram-se paragens em: Paris, Borgonha, Nice, Atenas, Roma, Nápoles, Pirenéus, Toulon e Córsega.

Paris
Atenas

Apesar de não haver referências explícitas à época em que se passa a série, depreende-se que é na segunda metade da década de 70, pelas datas inscritas na campa do Sr. Christie.

No último episódio, as datas que aparecem são outras, segundo as quais o Sr. Christie teria morrido com 81 anos, o que não era, de todo, o caso.

A grafia original do nome da protagonista era Sandybelle.

Na versão italiana de 1983 – que serviu de base à dobragem da RTP –, passou a ser Sandybell.

Logotipo original...
... e da versão italiana

Já em França, onde a série foi exibida em 1988, o nome da protagonista foi alterado para Sandy Jonquille (Sandy Narciso).

Isto explica-se pelo facto de o narciso ser um símbolo de grande importância na história.

A matrícula do carro dos Shearer era FAB 1, a mesma do carro da personagem Lady Penelope na série Thunderbirds (1965-1966).

A banda sonora foi lançada no Japão em vinil e, mais tarde, em CD.

O tema do genérico português foi adaptado da já referida versão italiana.

João Paulo Seara Cardoso (criador da série Os Amigos do Gaspar, entre outras), que fazia parte da equipa de dobragem, abandonou a série no episódio 20. A partir do episódio seguinte, as suas vozes – a principal era a de Leonardo Ronwood – foram feitas pelo ator João Cardoso.

Partilhar:

Olá Sandybell