Os Melhores Anos (1993)

Exibição:
10/01/1993 – 09/05/1993 (RTP 1)

Número de episódios:
13

Argumento e diálogos:
João Aguiar

Música original:
Francisco José Henriques

Direção de produção:
Raul Barbosa

Chefia de produção:
Maria Teresa Morais

Assistência de realização:
Cristina Homem de Mello

Realização:
José Carlos de Oliveira

Elenco principal:
Peter Michael – Tadeu
Leonor Francisco – Célia
Nuno Magalhães – Paulo
Jorge Gabriel – Miguel
Ricardo Monteiro – Raul
Sofia Lukeni – Luísa
Ricardo Oliveira – Zé Carlos
Filipe Garcia – Tomás
Sandra Ferreira – Sandra
Bruno Barroso – Chico
Patrícia Barroca – Teresa
Isabel Praça – Cláudia
José Miguel Sardo – Luís
Teresa Negrão – Inês
Rosa Lobato Faria – Catarina
Alexandra Lencastre – Margarida
Cristina Homem de Mello – Cristina
Carlos Daniel – Carlos
José Gomes – Josué
Margarida Reis – Sofia
José Pedro Gomes – Adalberto
Isabel Montelhano – Lurdes
Rita Alagão – Ermelinda
Augusto Portela – professor
Adriana Barral – professora
Lídia Brito – Isabel
Edmundo Falé – Raimundo Alves Lopes

Elenco adicional:
Carlos Dias | Paulo Jorge – rufias Bairro do Barão
Luís de Carvalho | Tiago Matias – crianças Bairro do Barão
Rodrigo Montelhano – colega videoclub
Filipe Telmo – passador de droga
Jorge Pessoa – José Maria
António Santos – pai de Graça e Carmo
Isabel Simões – mãe de Graça e Carmo
Sónia Louro – Graça
Sónia Cardoso – Carmo
Wanda Afonso – rececionista
Manuel Morais – pai de Tomás
Nuno Miguel – corrida de mota
Raul Barbosa – amigo de Cristina na boîte
Isabel Barbosa – amiga de Cristina na boîte
Hermínia Tabuado | Pedro M. dos Reis | Vitorino Diegues | Francisco Nunes – agentes PSP
Ludmila – amiga de Célia
Mafalda Vidal – Mafalda
Gonçalo Falcão – Frederico

Com a passagem para o 10.º ano, desfez-se o velho grupo do 9.º C, mas alguns continuam juntos na nova escola, a Infante D. Luís: Célia (Leonor Francisco), Miguel (Jorge Gabriel), Tadeu (Peter Michael), Paulo (Nuno Magalhães) e Chico (Bruno Barroso). Agora, vão ter novos professores, fazer novos amigos e meter-se nas mais diversas confusões.

Os jovens

Tadeu Guia (Peter Michael)
Continua a ser o “crânio” da turma. Gosta de palavras caras e tem horror a estrangeirismos. Uma ida à discoteca fará com que conheça alguém muito especial, mas fora dos padrões que se idealizam para um adolescente.

Célia Antunes (Leonor Francisco)
Embora tenha emagrecido, não conseguiu libertar-se totalmente da alcunha de “Bolinha”. É a mais responsável do grupo e, amiga dos seus amigos, está sempre pronta a ouvir e a dar conselhos.

Paulo Guedes (Nuno Magalhães)
Está na idade do armário e vai fazendo um “rodízio” de namoradas. Está sempre às turras com o irmão, Chico.

Miguel Carreira (Jorge Gabriel)
Continua a viver no Bairro do Barão e a trabalhar em part time no clube de vídeo. Sempre revoltado, pensa em deixar de estudar.

Raul (Ricardo Monteiro)
Já chumbou duas vezes, mas agora parece decidido a empenhar-se nos estudos. No entanto, a sua vocação para a representação fará com que fique indeciso quanto ao rumo a dar à sua vida.

Luísa (Sofia Lukeni)
Veio há pouco tempo da província – de Vale de Cabritos – e ainda não conseguiu integrar-se no ambiente citadino. É tímida e tem um certo sentimento de inferioridade em relação às suas colegas. Gosta de Tadeu, embora haja uma aparente repulsa entre os dois.

Tomás (Filipe Garcia)
É a “ovelha ronhosa” da turma. Muito irrequieto – o que se nota nos seus trejeitos –, está sempre pronto a meter-se em sarilhos.

Sandra (Sandra Ferreira)
Na escola, o seu único interesse são os “borrachos”, sejam eles alunos ou professores. É bastante imatura, e a sua irresponsabilidade traz-lhe, por vezes, alguns dissabores.

Zé Carlos (Ricardo Oliveira)
Aluno do 10.º/3.ª.

Cláudia (Isabel Praça)
Aluna do 10.º/3.ª. Envolve-se com Luís, ex-namorado de uma amiga sua.

Luís (José Miguel Sardo)
Namorado de Cláudia. Abandonou os estudos após o 9.º ano e, enquanto não vai para a tropa, trabalha para uma empresa que lhe faculta uma mota de serviço, que será objeto de uma competição com Miguel.

Chico (Bruno Barroso)
Irmão mais novo de Paulo. Agora que já namora, sonha com a sua primeira ida à discoteca.

Teresa (Patrícia Barroca)
Namoradinha de Chico, de génio um pouco difícil.

Inês (Teresa Negrão)
Aluna escolhida para interpretar o papel homónimo na representação teatral de “A Castro”. Encantará Miguel, seu colega de elenco.

Joaquina
Uma das alunas do Clube de Teatro.

Os adultos

Catarina (Rosa Lobato Faria)
Presidente do Conselho Diretivo. É antipática e sisuda, o que percebemos que, em certas ocasiões, não passa de uma capa.

Margarida (Alexandra Lencastre)
Professora de Inglês. Sente-se já bastante à vontade no meio escolar. Terá um envolvimento com Carlos.

Carlos (Carlos Daniel)
Professor de Matemática. Tem três filhos, que vivem com ele.

Josué (José Gomes)
Professor de História. Juntamente com Sofia, dirigirá o Clube de Teatro.

Sofia (Margarida Reis)
Professora de Filosofia. Está a estrear-se no ensino oficial e vai perceber que nem tudo são rosas…

Isabel (Lídia Brito)
Professora de Chico. Tenta ajudá-lo quando percebe que algo o perturba.

Professor (Augusto Portela)
Docente na Escola Infante D. Luís.

Professora (Adriana Barral)
Docente na Escola Infante D. Luís.

Lurdes (Isabel Montelhano)
Mãe de Paulo e Chico.

Adalberto (José Pedro Gomes)
Pai de Tadeu. Professor universitário. É um génio – tal como o filho –, mas muito distraído.

Ermelinda (Rita Alagão)
Empregada na casa de Tadeu.

Cristina (Cristina Homem de Mello)
Engenheira informática. Seduz Tadeu numa discoteca, e acabam por ter um tórrido romance.

Raimundo Alves Lopes (Edmundo Falé)
Produtor de televisão e cinema. Pai de Joaquina. Convida Raul para participar num filme a ser gravado em Paris.

1. O regresso às lides (10/01/1993)
Está prestes a ter início o novo ano letivo: nova escola, novos colegas e novos professores. A poucos dias de começarem as aulas, surge um problema: Miguel teve uma proposta de emprego e quer passar a estudar à noite, o que, a concretizar-se, o afastará do grupo.


2. Recaída (17/01/1993)
Cria-se uma relação amorosa entre Margarida, a professora de Inglês, e o seu colega Carlos, professor de Matemática. Este facto cria mais um problema a Miguel, que já estivera apaixonado pela professora e, ao reencontrá-la no 10.º ano, volta a sentir por ela uma forte atração.


3. O primeiro teste (31/01/1993)
No primeiro teste escrito de Filosofia, um dos alunos, Tomás, resolve encher a sua folha com desenhos pornográficos. É uma verdadeira prova de fogo para Sofia, a jovem professora, que acaba de estrear-se no ensino oficial, e que é agora a nova “paixão” de Miguel.


4. Grandes desafios (07/02/1993)
Miguel conseguiu ganhar dinheiro suficiente para comprar uma mota. Todos os rapazes do grupo o admiram, exceto Luís, o namorado de Cláudia. Rapidamente estala um conflito entre ele e Miguel e, para não lutarem, decidem resolver a questão com uma corrida de motas.


5. Saudades (14/02/1993)
Luísa, que veio da província, não consegue adaptar-se à vida citadina e tem cada vez mais saudades da sua casa, em Vale de Cabritos. A crise estala quando ela se prepara para deixar os pais e os estudos para ir viver com a avó. Mas Célia intervém e pede auxílio a Margarida, que lança um desafio a Luísa…


6. As passas do Algarve (21/02/1993)
Sandra, que anda atrás de Miguel, lembra-se de lhe oferecer uma “passa” e enfrenta a sua cólera. Miguel, cujo irmão é toxicómano, tem horror à droga e convence-se de que Sandra anda neste negócio, mas Célia indica-lhe o traficante que opera junto da escola, e os rapazes traçam um plano de ação.


7. Febrão de sábado à noite (28/02/1993)
Chico, o irmão mais novo de Paulo, convence-o a levá-lo a uma discoteca, sem que os pais saibam, mas o plano falha. Por sua vez, nessa mesma noite, Tadeu é seduzido por Cristina, uma mulher muito mais velha que lhe dá a volta à cabeça.


8. A grande balda (07/03/1993)
Tadeu continua obcecado por Cristina, uma jovem e atraente engenheira informática, e quase não dá atenção aos amigos. Célia desafia alguns colegas, entre os quais Paulo e Luísa, para faltarem às aulas e irem passear.


9. Proposta irrecusável (04/04/1993)
O grupo de teatro da escola vai representar “A Castro”, de António Ferreira. O papel de D. Pedro foi atribuído a Raul, que mostra ter um verdadeiro talento. De tal modo que o pai de uma colega, produtor de cinema, lhe faz uma proposta magnífica. Simplesmente, se Raul aceitar, terá de perder o ano letivo.


10. Drama familiar (11/04/1993)
Tadeu, o “intelectual” do grupo, está completamente transtornado com a sua paixão por Cristina, e decide que vai casar com ela, apesar de ser dez anos mais novo… O pai, o distraidíssimo e simpático professor Adalberto, resolve, então, intervir, e vai falar com Cristina. A conversa decorre de um modo totalmente inesperado.


11. O carro do papá (18/04/1993)
Tomás tem mais uma das suas “brilhantes” ideias: rouba as chaves do carro do pai para dar uma “voltinha”, e convida vários colegas seus. Célia e Miguel recusam, mas outros, entre os quais Paulo, deixam-se seduzir.


12. O terrível segredo (25/04/1993)
Um grupo de assaltantes de residências opera nas proximidades. Sabe-se que alguns deles são jovens, filhos de “boas famílias”. E o estranho comportamento de Paulo leva o seu irmão, Chico, a suspeitar que ele é um dos membros da quadrilha.


13. Até setembro (02/05/1993)
É o último dia de aulas e, à noite, o grupo faz a grande despedida, pois as férias estão à porta e eles vão ter de se separar. No entanto, a reunião irá transformar-se numa aventura pouco agradável…

Continuação da série com o mesmo título, exibida em 1990 na RTP.

Esta segunda temporada ficou a cargo de outra produtora, a Imagem Real, e a realização foi entregue a José Carlos de Oliveira.

Os Melhores Anos II foi gravada dois anos após a primeira, embora, na ação, o intervalo entre as duas seja apenas o equivalente a umas férias de verão.

Dos jovens do elenco original, mantiveram-se Leonor Francisco, Nuno Magalhães, Peter Michael e Bruno Barroso.

O personagem Miguel, interpretado em 1990 por Vítor Emanuel, continuou a existir, mas interpretado por outro ator, Jorge Gabriel.

Dos adultos, regressaram Alexandra Lencastre e José Gomes, cuja participação na primeira série fora mais pontual.

O pai de Tadeu, que na primeira série surgira numa participação episódica de Manuel Cavaco, integrou o elenco fixo, desta vez interpretado por José Pedro Gomes.

As gravações decorreram na Escola Preparatória São Julião da Barra, em Oeiras. Na ficção, chamava-se Escola Infante D. Luís.

Várias sequências foram rodadas no Palmeiras Shopping, onde se situava o clube de vídeo no qual Miguel trabalhava.

No dia 09/05/1993, uma semana após o último episódio, foi exibido um especial com depoimentos de atores e de outros profissionais da série, incluindo o autor e o realizador.

João Aguiar
José Carlos de Oliveira

Partilhar:

Os Melhores Anos (1993)