Os Quatro Elementos

Número de episódios:
04

Produção:
Madragoa Filmes
RTP
La Sept

Produção:
Paulo Branco

Realização:
João Mário Grilo
João Botelho
Joaquim Pinto
João César Monteiro

1. O fim do mundo (TERRA)
Numa zona rural e remota, Augusto Henriques mata Conceição das Neves, devido a uma estúpida e velha questão ligada à rega das terras. Augusto entrega-se à polícia e o tribunal condena-o a catorze anos de prisão. Aí vai perder toda a sua ingenuidade ao se confrontar com o universo duro e sufocante da cadeia, e o que é pior, com o oportunismo e a maldade da família. Afinal, apenas a terra é fiel e verdadeira. Mas também essa pode mudar de mãos. Mesmo no fim do Mundo. E o seu desaparecimento é o fim do Mundo para Augusto.

Elenco:
José Viana – Augusto
Carlos Daniel – Carlos
Alexandra Lencastre – Maria do Carmo
Zita Duarte – Violante
Henrique Viana – Laureano
João Lagarto – João
Adelaide João – Conceição
Santos Manuel – Guarda 1
Heitor Lourenço – Guarda 2
Mário Jacques – Procurador
Rui Mendes – Juiz
Maria João Luís – Alda

Argumento e diálogos:
João Mário Grilo
Paulo Filipe

Realização:
João Mário Grilo

2. No dia dos meus anos (AR)
Dois dias antes de completar sete anos, o Miguel interroga-se sobre a ausência do pai que a família se recusa a explicar. O garoto adora o avô, sabe que há problemas de dinheiro e por isso mesmo têm um hóspede em casa, o sr. Rafael, que vende livros e tem problemas respiratórios. Muitas vezes o Miguel ouve os vizinhos, o aviador e a mulher, a discutir ou aos beijos. E depois há o mistério do pai, que afinal estava preso e é posto em liberdade no dia dos anos do Miguel.

Elenco:
André Costa – Miguel
Jessica Weiss (voz de Maria João Luís) – Laura
João Lagarto – Pai
Madalena Rodrigues – Joana
Artur Ramos – Avô
Vítor Norte – Rafael
Paulo Matos – aviador
Leonor Silveira – mulher do aviador
André Gomes – professor
Joaquim Mendes – recluso
Guida Maria – noiva
Helena Laureano – mãe da noiva
Manuel Guanilho – homem que acredita que o Ar é Deus
Artur Semedo – homem que não acredita que o Ar é Deus
José Manuel Mendes – diretor da prisão
Carla Lupi – Mariana
Henrique Viana – marido de Mariana
Inês de Medeiros – mulher que lê o livro
Margarida Marinho – mulher que sai do banho
Filipe Cochofel – homem que pede ajuda a Joana
Francisco Cunha Leal – juiz
Alice Pereira
Tomás Pinto Nogueira
Matilde Matos
António Casaleiro
Ana Rita Sousa (Ana Rocha) – amiga de Joana
Carlos Olivença

Argumento e realização:
João Botelho

3. Das tripas coração (FOGO)
Armando e Beatriz são dois gémeos acabados de sair do curso de bombeiros. Como gémeos que são, têm uma relação muito especial, que começa a deteriorar-se no momento em que Armando aparece com histórias mirabolantes sobre uma (sonhada) relação com a vizinha engenheira. O efeito dessas histórias em Beatriz são os intensos barulhos de incêndios que começa a ouvir regularmente. A sua cabeça crepita em chamas até encontrar a “cura”: beijos que “rouba” aos estranhos que por ela passam. O “incêndio” ganha outras proporções, desenvolvendo-se em diversas frentes até ao desenlace, com o reencontro dos gémeos no dia do respetivo aniversário.

Elenco:
Elsa Batalha – Beatriz Figueira
Manuel Wiborg – Armando Figueira
Leonor Silveira – engenheira
Armando Cortez – Capitão dos Bombeiros
Cecília Guimarães – Alice
Márcia Breia – Clara
Jorge Silva Melo – homem no teatro
António Pires
Luís Lucas
Michael Gois
Joseph Ernst
José Nascimento
Carla Pereira
Rosa Tengarrinha
Luís Miguel Augusto
Hélder Oliveira
João Cruz
Elsa Bruxelas
Ricardo Ferreira
Yen
Teresa Lobão
Jorge Mamede
Sandra Teixeira
Rosa Guerra
Teresa Ferreira
José Mendonça
Pedro Penha
João Pedro Bénard
Vasco Pimentel
Rui Henriques
Rui Pedro Cardoso

Argumento:
Jeanne Waltz

Realização:
Joaquim Pinto

4. O último mergulho (ÁGUA)
O jovem Samuel contempla, uma noite, as águas do Tejo num cais deserto. É abordado por Elói, um velho marinheiro reformado, que, percebendo as intenções suicidas do jovem, consegue impedi-lo de saltar para a água e leva-o a dar uma volta pela cidade. Lisboa vive os dias festivos de junho e, num night club de má nota, encontram Esperança, uma prostituta muda que é filha de Elói, e duas outras “colegas da vida”, Rosa Bianca e Ivone. Os três estabelecem entre eles uma curiosa amizade e, durante duas longas noites, erram por Lisboa. Samuel descobre o amor e esquece o Tejo, que troca claramente por Esperança. Por fim, é Elói que acaba por se atirar ao rio.

Elenco:
Fabienne Babe – Esperança
Henrique Canto e Castro – Elói
Francesca Prandi – Rosa Biana
Rita Blanco – Ivone
Dinis Neto Jorge (Dinis Gomes) – Samuel
Teresa Roby (voz) – mulher de Elói

Ária das Variações Golberg, BWV 988
De Johann Sebastian Bach
Trauteada por Fabienne Monteiro

Textos extraídos do Hyperion de Frierich Hölderlin
Lidos por Fabienne Babe e Luís Miguel Cintra

Realização:
João César Monteiro

A água, a terra, o fogo e o ar são os quatro elementos subordinantes desta minissérie.

Numa iniciativa inédita, a RTP participava na produção de quatro filmes para televisão, mas que seriam exibidos primeiro nas salas de cinema. Tratava-se de um projeto em colaboração com o canal francês La Sept e a produtora Madragoa Filmes.

Não se tratou de uma encomenda, mas sim de uma ideia que partiu dos quatro realizadores, que a apresentaram ao produtor, Paulo Branco, e posteriormente à RTP.

Com exceção do filme de João Mário Grilo, O fim do mundo, não se pode dizer que o resultado tenha sido brilhante.

Em agosto de 1992, aquando da estreia dos dois primeiros filmes no cinema – No dia dos meus anos e Das tripas coração –, o jornal Se7e publicava, num artigo intitulado “Tripas e parabéns”, uma crítica devastadora, considerando que os filmes eram “mau cinema e péssima televisão”, com um resultado “muito perto do catastrófico”.

Partilhar:

Os Quatro Elementos