Segredo de Justiça

Exibição:
14/09/2001 – 18/12/2001 (RTP 1)

Número de episódios:
13

Guionistas:
Álvaro Magalhães
M. A. Mota

Produção:
Nélia Cruz
Luís de Freitas

Direção de atores / Realização:
André Cerqueira

Produção executiva:
FOCO

Elenco:
Ricardo Carriço – João Castello
Márcia Breia – Leonor
Manuel Coelho – Eurico
Glicínia Quartim – Amália
Dina Lopes – Paula Castro
Pedro Barbeitos – Rui Simas

A série começa no Brasil. O prestigiado advogado João Castello (Ricardo Carriço) é confrontado com a notícia do desaparecimento do pai, Olavo Castello (José Manuel Mendes). Ele saiu de Lisboa aos 18 anos, zangado com o pai, e não voltou a cruzar-se com ele. Hesita: deverá voltar a Portugal? Acaba mesmo por voltar e até ocupa o lugar paterno na sociedade Olavo Castello & Associados.

Envolvido com os casos pendentes que tem para resolver e com a tentativa de descobrir o paradeiro do pai, acaba por se apaixonar por Paula (Dina Lopes), a advogada que trabalha com ele.

João Castello (Ricardo Carriço)
Circunspecto, desconfiado e até um pouco frio. Incompatibilizando-se com o feitio autoritário do pai, radicou-se no Brasil há mais de 15 anos, não tendo voltado a Portugal sequer para o funeral da mãe. Construiu uma carreira bem-sucedida como advogado. Regressa ao país-natal depois de receber a notícia do desaparecimento do seu pai. Aos poucos, vai despertando em si um certo interesse por Paula.

Leonor (Márcia Breia)
Escriturária do escritório de Olavo Castello. Retrógrada, abomina computadores, preferindo manter-se fiel à sua máquina de escrever. Tem uma relação de gato e rato com Rui.

Eurico Leal (Manuel Coelho)
Advogado no escritório de Olavo Castello. É conservador e não concorda com os métodos de João, adquiridos com a experiência no Brasil, que considera inapropriados para a classe.

Paula Castro (Dina Lopes)
A outra advogada do escritório. Mais liberal que Eurico, colabora com João nas investigações que este leva a cabo.

Rui Simas (Pedro Barbeitos)
Era arrumador de carros, mas, depois de ser absolvido num caso defendido por João, este contrata-o para trabalhar no escritório, onde é uma espécie de faz-tudo.

Amália (Glicínia Quartim)
A leal e dedicada governanta da família Castello. Trata João como se ainda fosse um menino. Angustiada fica com a ausência de notícias do patrão, Olavo.

Olavo Castello (José Manuel Mendes)
Advogado de grande prestígio, pai de João Castello. Um desentendimento com o filho fez com que este partisse para o Brasil e por lá ficasse. O sequestro de que é vítima – relacionado com um caso que tinha em mãos – promove a reaproximação entre os dois.

1. (14/09/2001)
João Castello, um advogado português há vários anos radicado no Brasil, regressa a Lisboa para investigar o misterioso desaparecimento do seu pai, também ele um prestigiado advogado. João reencontra os fantasmas do seu passado e, enquanto investiga o desaparecimento do pai, ocupa o seu lugar no escritório e defende um rapaz negro que é injustamente acusado de um crime violento.

Participações especiais (Brasil):
Adriano Reys – advogado
Beatriz Lyra – juíza
Edgard Amorim – testemunha

Atores convidados:
António Terra – réu
Beto Coville – Tomás
Francisco Pestana – Veiga
Honu – Fernando
Jorge Estreia – Reinaldo
José Manuel Mendes – Olavo Castello
Marques d’Arede – juiz
Orlando Costa – Silvano
Roberto Candeias – agente
Susana Dias – Noémia


2. (28/09/2001)
O advogado João Castello prossegue a busca do pai e, com os seus métodos peculiares, resolve mais um dos seus processos. Por sua vez, Eurico Leal, o outro advogado do escritório, tem a seu cargo o caso de um homem injustamente condenado a uma pequena pena de prisão. Esse homem decide cometer um assalto para ser preso com razão e, depois de uma tentativa falhada, acaba por se tornar num herói acidental. Entretanto, Teresa, uma mulher misteriosa com uma vida dupla, fornece a João Castello uma nova pista para a incessante busca do pai.

Atores convidados:
Ana Nave – Teresa
José António Alves – Marques
Paulo Pinto – Luís
Pedro Górgia – Abel
Susana Dias – Noémia


3. (05/10/2001)
O advogado João Castello defende oficiosamente uma velhinha, acusada do roubo de umas latas de comida para gatos num supermercado, e um ex-colega dos bancos de escola, que é acusado de um plano maquiavélico para provocar a morte da mulher, em pleno processo de divórcio litigioso. Entretanto, Amália, a velha governanta da casa dos Castello, surge no centro das suspeitas sobre o desaparecimento de Olavo, o pai de João.

Atores convidados:
Ana Zanatti – juíza
Carlos Pimenta – procurador
Isabel Angelino – mulher de Heitor
José Manuel Mendes – Olavo Castello
Maria José – Celeste
Paulo Matos – Heitor Castanheira
Rogério Jacques – Edmundo

Elenco de apoio:
Afonso Araújo


4. (12/10/2001)
A casa de João é assaltada e virada do avesso. Entretanto, ele conhece uma mulher misteriosa, que lhe dá uma pista para o desaparecimento do pai. No seu escritório, porém, a vida continua, e trata-se um caso de violação de uma menor. À medida que o tempo passa, o pai da menina violada fica cada vez mais agitado, mas, surpreendentemente, é a mãe quem vai reagir à impotência da justiça durante o julgamento.

Atores convidados:
Ângela Pinto – Vanda Gomes
Joana Luís de Castro – Mariana
João Cabral – António
Jorge Silva – juiz
Maria Henrique – Maria do Carmo

Elenco de apoio:
Ana Guiomar – Marta
José Alegre Dias
Josina Fortes
Thelmo Francisco


5. (19/10/2001)
O caso principal, da menina violada, vem do episódio anterior. A mãe, que abateu o violador em pleno julgamento, está agora nos braços da Justiça e aguarda julgamento em prisão preventiva. João Castello defende-a enquanto prossegue a busca do pai. Entretanto, sabe-se que a menina está grávida. O caso torna-se mediático e complica-se mais ainda com a presença incómoda de uma jornalista que vai revelar um segredo bem guardado.

Atores convidados:
Cristina Braga da Cruz – jornalista
Fernanda Lapa – juíza
Helena Isabel – Madalena
João Cabral – António
Maria Henrique – Maria do Carmo

Elenco de apoio:
Ana Guiomar – Marta


6. (22/10/2001)
Uma jovem e popular locutora de televisão é assassinada durante uma sessão fotográfica. Aparentemente, o criminoso é David Lagoa, um homem mais velho, que foi seu amante. Esse homem, que está a ser julgado, confessa o crime e acaba por se suicidar na cela da prisão. O caso parece encerrado, mas João Castello vai mais longe e descobre que ele estava a encobrir o verdadeiro assassino. João também prossegue a busca do pai e é vítima de uma armadilha que põe a sua vida em perigo.

Atores convidados:
Ângela Pinto – Vanda Gomes
António Cordeiro – David Lagoa
Cristina Alves – Célia Lopes
Luís Alberto – Manuel Meireles
Manuela Cassola – Olímpia Meireles
Maria João Luís – Rosário Lagoa
Mário Alves
Marques d’Arede – juiz
Miguel Ribeiro – segurança
Pedro Granger – Sérgio Lagoa


7. (30/10/2001)
Um homem idoso afetado por uma doença mortal está em fase terminal e, martirizado pelas dores, suplica pela morte que porá fim ao seu sofrimento. A filha e uma enfermeira acabam por ceder à sua vontade, mas são descobertas e acusadas da autoria moral do crime de eutanásia. João Castello defende-as ao longo de um processo que culmina com mais uma empolgante audiência de julgamento. Entretanto, Paula, a estagiária, arrisca-se para conseguir novas pistas para o desaparecimento do pai de João e descobre que Eurico, o outro advogado do escritório, pode estar envolvido nesse desaparecimento.

Atores convidados:
Ana Brito e Cunha – Palmira Sá Pereira
Carlos Pimenta – procurador
Estrela Novais – Elisa
José Eduardo – Sá Pereira
José Manuel Mendes – Olavo Castello
Luísa Cruz – médica
Marcantónio del Carlo – Henrique Sá Pereira

Elenco de apoio:
Pedro Cavaleiro


8. (06/11/2001)
Um caso complicado de tentativa de violação de uma jovem pintora é a situação central deste episódio. João Castello estava presente na festa onde ocorreu essa tentativa e é uma das testemunhas. A pedido da dona da casa, uma galerista que já era sua cliente, vai encarregar-se da acusação. Os factos parecem evidentes, mas ele procura a verdade escondida atrás das aparências e descobre uma perversa maquinação movida pelo desejo de vingança. Entretanto, João acusa Eurico de cumplicidade no rapto do pai; este arrisca-se para provar a sua inocência e acaba por ser sequestrado.

Atores convidados:
Julie Sergeant – Ivone
Suzana Borges – Olga Barreto
Virgílio Castelo – Eduardo

Elenco de apoio:
Álvaro Correia
Ana Vaz Guedes
Oliver


9. (13/11/2001)
Uma mulher jovem descobre que o marido é portador do vírus da SIDA quando tratava de um seguro de saúde para um empréstimo bancário e vê a sua vida desmoronar-se a partir desse instante. João Castello defende-a em três frentes e promove a acusação do médico de família, que conhecia a situação do marido e nada fez para evitar o contágio. À partida, trata-se de uma causa perdida, mas ele vai interessar a opinião pública, pondo em causa o sigilo médico e a não obrigatoriedade da declaração da doença. Com a ajuda dos seus colaboradores, João também prossegue a busca do pai e fica a saber que ele ainda está vivo.

Atores convidados:
Ana Luís
Ana Zanatti – juíza
Margarida Marinho – Joana Marques
Olga Sotto
Roberto Candeias
Rui Mendes – médico

Elenco de apoio:
Margarida Vila-Nova – enfermeira
Palmira Almeida


10. (20/11/2001)
Um homem espera um filho da sua segunda mulher. Está feliz e muito longe de imaginar que a ex-mulher, um ano depois do divórcio, também está grávida dele graças a uma operação de inseminação artificial. João Castello é o advogado desse homem, mas não há legislação que possa impedir o prosseguimento da gravidez da ex-mulher e será o acaso a ditar as suas leis. Entretanto, João fica frente a frente com os raptores do seu pai e vai fazer o que pode para o libertar.

Atores convidados:
Anabela Teixeira – Mafalda
Augusto Portela – médico
João Didelet – Afonso Cabral
José Manuel Mendes – Olavo Castello
Maria João Bastos – Isabel
Mário Alves

Elenco de apoio:
Pedro Bargado


11. (27/11/2001)
Olavo Castello regressa a casa são e salvo e João, seu filho, dispõe-se a regressar ao Brasil. O pai, que se quer reformar, tenta convencê-lo a ficar e a ocupar o seu lugar no escritório. Entretanto, um casal vê o pai da mulher morrer durante uma viagem de automóvel. Assustados, filha e genro param num café para telefonar a pedir ajuda e, quando regressam, não encontram o carro, que é roubado com o cadáver lá dentro. A outra filha da vítima acusa a irmã de homicídio, quando o carro aparece no fundo de um penhasco e João Castello e a sua equipa terão de provar a sua inocência.

Atores convidados:
Adelaide Ferreira – Natália Matos
José Manuel Mendes – Olavo Castello
Jorge Silva – juiz
Nuno Homem de Sá – Antero
Rosa Castro André – advogada
Sandra B. – Clara


12. (11/12/2001)
Este episódio cruza dois casos. Um homem é assassinado na sua própria casa pelo sócio, um homem brutal e violento com antecedentes graves. João Castello, que defende o acusado, desconfia das evidências e acredita na sua inocência e, embora perca o caso na 1.ª Instância, vai até ao fim para evitar que ele seja condenado. No segundo caso, está em causa um acidente de trabalho que deixa um jovem inutilizado e em perigo de vida. A mãe trava com a companhia de seguros uma luta desigual e de desfecho inesperado.

Atores convidados:
Ângela Ribeiro – Antónia
Bia Gomes – Olinda
Carlos Pimenta – procurador
Eurico Lopes – Arnaldo Faria
Fernanda Lapa – juíza
José Manuel Mendes – Olavo Castello
Rita Lello – Rosa


13. (18/12/2001)
João Castello e Paula, a sua jovem assistente, vivem uma aproximação amorosa, dificultada pela inesperada aparição de uma atriz brasileira que, em tempos, foi namorada dele. Entretanto, no escritório, estão a contas com dois casos cruzados: um homicídio por envenenamento, de contornos muito nublados, e o caso de um velho barbeiro, que enfrenta corajosamente o banco que quer adquirir, a qualquer preço, a modesta barbearia que é o último obstáculo à construção da nova sede da empresa.

Atores convidados:
Anna Ludmilla – Sílvia Lins
António Sousa
Asdrúbal Teles – Arlindo
Cândido Ferreira – cliente da barbearia
Canto e Castro – Moreira
Inês Santos – Sandra
José Afonso Pimentel – Pedro
José Manuel Mendes – Olavo Castello
Sílvia Rizzo – Eulália

Segredo de Justiça teve o título provisório de Culpa Formada.

O argumento esteve a cargo de Álvaro Magalhães e M. A. Mota (Manuel António Pina), autores das sitcoms Os Andrades e O Meu, o Teu e o Nosso, da RTP Porto.

Numa entrevista à página do Facebook Porto Olhos nos Olhos, em 2015, Álvaro Magalhães confessou:

Depois, para continuar a trabalhar, tivemos de fazer uma série para a RTP de Lisboa, a Segredo de Justiça, uma série com o Ricardo Carriço, a primeira sobre advogados em Portugal. Passamos da comédia para o dramático. O Pina e eu fazíamos aquilo com muito sacrifício. Não era uma coisa que gostássemos. O Pina até tinha vergonha e então assinava com o nome do meio: António Mota. Ríamo-nos muito com isso.

Parte dos casos apresentados na série foram baseados em factos reais. As histórias abordaram temas fortes como eutanásia, violação, aborto, assassínios, sequestros, SIDA e inseminação artificial.

As primeiras cenas de Segredo de Justiça passam-se no Rio de Janeiro, onde se assiste à participação de João Castello num julgamento. Nesta sequência, entraram os atores Beatriz Lyra, Adriano Reys e Edgard Amorim, conhecidos entre nós pelas suas participações em algumas telenovelas.

Adriano Reys
Beatriz Lyra
Edgard Amorim

Embora nada acrescentasse à trama, procurou-se incutir no protagonista alguma influência brasileira, incorporando nas suas falas (a martelo) algumas expressões do país-irmão. Isto sem falar em algumas cenas nas quais Ricardo Carriço falou com um estarrecedor sotaque brasileiro…

Também o tema de encerramento era brasileiro: a música Novo Tempo, interpretada por Ivan Lins.

Antes da estreia, Ricardo Carriço afiançou que a série iria marcar diferença: “Em termos de produção e, sobretudo, de realização, com um tipo de linguagem televisiva, vamos lá, mais à maneira dos americanos, com muitos efeitos especiais. Não existem momentos parados e monótonos, há sempre qualquer coisa a acontecer”.

Estreia em televisão da atriz Ana Guiomar, que interpretou uma menina vítima de violação.

As apresentadoras Isabel Angelino e Cristina Alves tiveram pequenas participações na série.

Isabel Angelino
Cristina Alves

Para situar a residência da família Castello, foi escolhida a Quinta da Rosa (à Ajuda), propriedade que chegou a pertencer à Marquesa de Alorna.

Por sua vez, o escritório de advocacia ficava num prédio localizado na Avenida Sidónio Pais.

Partilhar:

Segredo de Justiça