Sobe e Desce

Exibição:
17/10/1987 – 02/07/1988 (RTP 1)

Número de sessões:
37

Apresentação:
Carlos Ribeiro

Produção:
Maria Helena Castanheira

Realização:
Ferrão Katzenstein

Sobe e Desce é um concurso predominantemente infantil composto por duas partes. Na primeira parte, participam miúdos com idades entre os oito e os treze anos e, na segunda, os convidados desses miúdos, para os quais não há limites de idade. Os convidados podem ser professores, familiares, vizinhos ou outras pessoas escolhidas pelas crianças.

1.ª parte

Perguntas e respostas
Em primeiro lugar, são colocadas questões sobre os elementos da equipa concorrente, valendo 10 pontos cada. Seguidamente, as perguntas são sobre temas diversos, valendo de 5 a 25 pontos, consoante o grau de dificuldade.

Jogo das palavras
Pretende-se que os concorrentes construam, através da junção de letras, uma palavra de significado oposto ao da que lhes é mostrada.

Prova da entrevista
Carlos Ribeiro entrevista um convidado especial, colocando em seguida, a cada equipa, uma questão sobre o conteúdo da entrevista.

Objeto escondido
Carlos Ribeiro lança uma adivinha a dois dos concorrentes, que, em seguida, fazem perguntas sobre o objeto em causa, tentando descobrir qual é.

2.ª parte

Na segunda parte, cada equipa passa a ter dois novos elementos, mais velhos. Para começar, submetem-se a nova rodada de perguntas e respostas.

Qual é a profissão?
Em seguida, temos, em estúdio, a presença de um novo convidado, desta vez anónimo, cuja profissão os concorrentes têm de descobrir, através da colocação de questões. No final, é exibido um vídeo que mostra o convidado no exercício do seu ofício.

A professora Fátima Campelo interrogada pelos concorrentes...
... e na sala de aula, com um aluno muito especial

Sobe e desce dos números
Esta última prova é decisiva, pois tanto pode aumentar como diminuir bastante a pontuação de cada equipa. Um elemento de cada uma pesca meias bolas com determinada pontuação. Se a face for branca e os números pretos, o contributo para a pontuação é positivo. Se a face for preta e os números brancos, verifica-se o oposto.

O programa é ainda preenchido com momentos musicais assegurados por convidados e com a exibição de um teledisco.

Atuação do grupo Santaluzia, que tinha Marité como vocalista

Entre 1985 e 1987, Carlos Ribeiro fora o apresentador de Arco-Íris, concurso que obteve um assinalável sucesso junto do auditório mais jovem da RTP. Na sua derradeira sessão, Carlos Ribeiro prometeu que voltaria em outubro com um novo programa. Tratava-se do Sobe e Desce.

Igualmente da sua autoria, Sobe e Desce não trouxe grandes alterações de fundo em relação ao seu antecessor, embora tivesse sido inicialmente pensado para um público mais juvenil e menos infantil. As provas que o compunham não eram muito diferentes das de Arco-Íris, assim como os prémios para os participantes.

A principal alteração prendeu-se com o horário, passando Sobe e Desce a ser transmitido aos sábados, segundo o desejo do próprio Carlos Ribeiro, já que a audiência neste dia era bastante maior que a de domingo.

No domínio da música, procurou-se fugir do lugar comum que era a música infantil: “A música infantil não faz a festa, nem os miúdos reagem. Preferem Heróis do Mar ou Xutos e Pontapés e é isso que lhes vou dar”, declarou Carlos Ribeiro.

Carlos Ribeiro com a rock star Midus, estrela do Prémio Nacional de Música de 1988

Nos últimos 13 programas, a partir de 09/04/1988, o Sobe e Desce sofreu alterações no figurino, tanto a nível de cenários como a nível de provas. Uma das provas que mais atraiu a atenção dos participantes nesta fase foi o Jogo Espacial, onde tinham de apanhar óvnis à mão.

Outra das inovações foi a presença semanal de um escritor convidado. Este escolhia uma das suas obras, que era enviada aos concorrentes para lerem em casa e depois responderem a perguntas sobre o seu argumento.

As gravações do programa decorriam às terças-feiras à tarde, no Teatro Aberto.

Partilhar:

Sobe e Desce