Sociedade Anónima

Exibição:
02/01/2002 – 20/04/2002 (RTP 1)

Número de episódios:
13

Argumento:
Jorge Paixão da Costa
Produções Fictícias

Guião:
Filipe Homem Fonseca
Rui Cardoso Martins

Música:
Luís Represas
José Calvário

Produção:
Paula Nascimento

Realização:
Jorge Paixão da Costa

Produção executiva:
Multicena

Elenco:
Maria d’Aires – Alice
Adriano Luz – Carlos
António Capelo – Doutor
Carlos Santos – Ricardo Freitas
Vera Alves – Susana
Marco d’Almeida – João
Guilherme Duarte – Jorge
Pedro Efe – Figueiredo

Alice (Maria d’Aires) e Carlos (Adriano Luz) são um casal de classe média situado na faixa dos quarenta anos e que partilham em conjunto as preocupações do seu dia-a-dia. Como em muitos casos, também eles não conseguem deixar fora de casa os problemas das suas profissões.

Alice
Carlos

Alice é diretora-adjunta de um estabelecimento prisional, enquanto que Carlos é professor universitário de comunicação social. Sem conseguir gerir a sua felicidade, é irónico que, nos seus empregos, Alice e Carlos tentem gerir a felicidade dos outros.

Simultaneamente, são também pais de Jorge (Guilherme Duarte), um adolescente que parece ser a única razão de se manterem juntos, e terão de viver todos os problemas inerentes à educação de um jovem nesta delicada fase da vida.

Jorge

Alice (Maria d’Aires)
Psicóloga, acaba de assumir a função de diretora-adjunta no Estabelecimento Prisional Foz do Anjo. No trabalho, é uma mulher cheia de força, resolvendo os conflitos sem recurso à violência. No território mais íntimo da sua casa, as coisas nem sempre são tão lineares, sentindo alguma dificuldade em contornar os problemas. O casamento com Carlos acusa o desgaste de uma vida em comum há quase vinte anos.

Carlos (Adriano Luz)
Professor de comunicação social na Universidade Contemporânea. A vida de aventura que desejava, viajando de um lado para o outro para cobrir grandes acontecimentos jornalísticos, ficou-se pelo sonho. Embora não esconda uma certa frustração por não estar a exercer a profissão para a qual se formou, não fica indiferente aos problemas dos seus alunos, vendo-se por vezes envolvido nos mesmos. Ama a mulher, mas o casamento estremecido leva-o a não resistir à sedução de uma colega mais jovem, Susana.

Jorge (Guilherme Duarte)
Filho de Alice e Carlos. Embora seja bom aluno, dá constantes preocupações aos pais.

Ricardo Freitas (Carlos Santos)
Diretor da penitenciária. Homem rude, explosivo e implacável, trata os reclusos como seres inferiores, reduzindo ao mínimo estritamente necessário o diálogo que mantém com eles. Tem do sistema prisional uma visão muito diferente daquela defendida por Alice, o que torna diário o combate entre ambos. Trata-a com um certo desprezo, fazendo pouco da sua formação superior.

Doutor (António Capelo)
O seu abundante currículo de burlas fê-lo ir parar à prisão. Humano, sempre zeloso dos problemas dos outros reclusos, goza de um certo estatuto dentro da penitenciária. Abre uma linha direta com Alice, a quem faz pedidos fora do comum – um computador e uma impressora, por exemplo.

Figueiredo (Pedro Efe)
Chefe dos guardas prisionais.

Susana (Vera Alves)
Professora universitária. Provocadora e despudorada, tem um papel desestabilizador na vida de Carlos, tentando arrancá-lo de um casamento decadente. Envolve-se simultaneamente com ele e com João, não se decidindo por nenhum deles.

João (Marco d’Almeida)
Aluno problemático e rebelde, está em permanente conflito com Carlos.

Daniel Gouveia (Rui Mendes)
Reitor da Universidade Contemporânea.

Júlia (Kherunissa Suleiman)
Funcionária da limpeza da universidade. Sempre atenta às conversas na sala dos professores, gosta de mandar os seus “bitaites”.

1. Primeiro dia (02/01/2002)
É o primeiro dia de trabalho de Alice na penitenciária. Para além do nervosismo habitual do primeiro dia num novo emprego, ainda é confrontada com um motim. Assumindo o seu papel de psicóloga, resolve, rapidamente, tentar um acordo com os reclusos. Infelizmente, o seu esforço é um vão, pois o diretor da penitenciária decide resolver a situação à sua maneira – e, de imediato, Alice verifica que não terá uma tarefa fácil pela frente. Carlos, marido de Alice, tem um dia igualmente complicado: o reencontro com um antigo colega, um jornalista conceituado, fá-lo sentir um pouco frustrado. Ser professor universitário não é, decerto, tão aliciante como ser jornalista. A relação com Susana, sua colega na universidade, também o deixa confuso. Carlos não quer admitir, mas sente algo mais por ela, ou não ficaria tão furioso ao descobrir que Susana passou a noite com um aluno. Para desespero dos pais, Jorge passou a noite fora sem avisar. Alice e Carlos tentam contactá-lo durante o dia, mas Jorge continua desaparecido…

Elenco adicional:
Kherunissa Suleiman – Júlia
Guilherme Filipe – Agostinho
Renato Rodrigues
Filipe Duarte – Faquir
Durval Lucena – Lima
Carlos Sebastião – Sousa
Ângelo Torres – Guarda Antunes
Rui Miragaia
António Aldeia – Guarda Carlos Ganâncio
Álvaro Correia – Cardoso
Hernâni Carvalho – Repórter


2. Culpa (09/01/2002)
Alice vai ao liceu onde estuda Jorge para uma reunião de pais e, enquanto passeia pelo pátio, vê o filho com um amigo. Aproxima-se e descobre que Jorge segura, distraidamente, um charro. Jorge é apanhado de surpresa e, por mais que tente, não consegue convencer a mãe de que o charro não era seu, mas sim do seu amigo. Apesar de Jorge contar a verdade, Alice não acredita e repreende-o, avisando de que será ele próprio a contar toda a história ao pai. Ao chegar à penitenciária, Alice toma conhecimento de um caso bastante estranho: Manuel, preso por ter violado e morto uma criança, na verdade é inocente, mas deu-se como culpado, pois assistiu a tudo e nada fez para salvar a criança. Alice, perturbada com o caso de Manuel, resolve falar com o diretor sobre o assunto, mas chega à conclusão de que o próprio recluso não aceita qualquer ajuda. E é esta atitude de autopunição que, no final, acaba por conduzi-lo à morte. Entretanto, Carlos começa a ficar preocupado com Sónia, uma aluna sua que falta constantemente às aulas e não lhe entregou um trabalho, tal como tinham combinado. Decide então descobrir o que se passa e qual não é o choque quando fica a saber que Sónia é prostituta…

Elenco adicional:
Kherunissa Suleiman – Júlia
Rui Mendes – Daniel Gouveia (Reitor)
Helena Ramos – Alcoviteira
Susana Dias – Sónia Guedes
Miguel Mendes – Manuel
Alexandre Pinto – Becas
Pedro Pinheiro – Diretor do liceu
Rui David – Periquito
António Aldeia – Guarda Carlos Ganâncio
Henrique Pinho – Fonseca


3. Amizades (16/01/2002)
Alice convida Sara e Eduardo para irem jantar a sua casa e, mais uma vez, Carlos esquece-se e chega atrasado. Para além disso, Carlos detesta o casal, embora Sara seja amiga de infância da sua mulher. É claro que o jantar não corre lá muito bem… Dias mais tarde, Susana “arrasta” Carlos para irem às compras e, para seu azar, encontram Sara. O clima de cumplicidade entre os dois colegas é muito suspeito; Carlos mostra-se nervoso e ainda fica pior quando Alice, depois de falar com Sara, o confronta com a situação. Entretanto, chegam novos reclusos à penitenciária. Entre eles, encontram-se Pedro e Júlio, presos por furto. Júlio desde logo começa a ameaçar Pedro, culpando-o por terem sido presos. Por outro lado, Simão mostra um grande interesse pelo novo recluso. Até consegue arranjar maneira de Pedro ficar na sua cela. Alice começa a desconfiar da “amizade” entre Simão e Pedro, principalmente quando este se começa a afastar de todos os reclusos. Tenta conversar com Pedro, mas percebe que nada pode fazer para o ajudar, pois o sentimento de vergonha e humilhação do recluso impede-o de confessar que foi vítima de abusos sexuais.

Elenco adicional:
Sérgio Godinho – Júlio
Júlio Mesquita – Pedro
Sónia Brazão – Sara
Manuel Lourenço – Eduardo
Vítor Norte – Simão
Catarina Matos – Mulher de Pedro
Manuel Castro e Silva – Gonçalves
Renato Rodrigues


4. Vergonha (23/01/2002)
A mãe de João, aluno de Carlos, aparece na televisão. Embora ninguém suspeitasse, João é filho de uma antiga vedeta de revista. Mas, em vez de sentir orgulho de mãe, João envergonha-se do seu passado. E tudo se complica quando Carlos tem a ideia de a convidar para dar uma palestra numa aula dele. Em casa, Carlos passa pela mesma situação. Tudo porque decidiu jogar snooker contra os amigos de Jorge e, graças à sua falta de jeito, é alvo de gozo de todos eles. Jorge, por outro lado, não acha piada nenhuma e, por vergonha, não quer voltar a jogar snooker com o pai. Na penitenciária, todos estão nervosos com a instalação de um novo sistema informático de segurança. O teste parece correr bem, pois o sistema não apresenta falhas, mas tudo se complica quando surge um problema informático e todos ficam trancados…

Elenco adicional:
Kherunissa Suleiman – Júlia
Rui Mendes – Daniel Gouveia (Reitor)
Fernando Lupach
Ângelo Torres – Guarda Antunes
Renato Rodrigues
António Aldeia – Guarda Carlos Ganâncio
Amadeu Caronho – Entrevistador
Lia Gama – Lucinda Tarouco


5. Medo da morte (09/02/2002)
Uma professora é atropelada no parque de estacionamento da universidade e morre. Carlos, que estava próximo, presenciou toda a cena e está muito abalado. À noite, depois de contar o terrível acidente a Alice e a Jorge, descobre que tem um “alto” na nuca. Traumatizado com toda a situação, Carlos começa a temer pela sua própria vida, supondo que poderá ter um tumor. Alice recebe uma mensagem de amor de um recluso e, no fundo, fica bastante lisonjeada com a situação, talvez porque o seu casamento esteja cada vez mais estagnado. Carlos, o “recluso apaixonado”, toma a iniciativa de falar com ela. Para evitar problemas, Alice decide repreendê-lo. Entretanto, chega o dia de aniversário de Jorge, e Alice prepara um jantar-surpresa onde estão presentes os seus pais, a sua tia e os primos de Jorge. Infelizmente, Jorge já tinha outros planos e nem sequer tem tempo para abrir as prendas. O jantar é um fracasso e, claro, que isto é mais um motivo para Alice e Carlos discutirem…

Elenco adicional:
Kherunissa Suleiman – Júlia
Rui Mendes – Daniel Gouveia (Reitor)
Jorge Paixão
Heitor Lourenço – Raul
Manuela Maria – Tia Adelaide
Canto e Castro – Daniel (Pai de Alice)
Márcia Breia – Maria de Jesus (Mãe de Alice)
Rui David – Periquito
Miguel Guilherme – Carlos
Renato Rodrigues


6. Passado (16/02/2002)
Carlos, embriagado, acaba por fazer amor com Susana no seu carro. No fim da noite, para além do nervosismo de eliminar todas as provas da sua traição, fica aflito quando percebe que perdeu a sua aliança. Alice parece não suspeitar de nada, mas Carlos está cada vez mais incomodado e arrependido com o que se passou e tenta esclarecer tudo com Susana. Gonçalo, o novo recluso, é conhecido por ser um charlatão que se faz passar por médico, e Alice reconhece-o de imediato, pois foi um dos seus namorados na adolescência. Alice verifica, tristemente, que o mau caráter de Gonçalo continua o mesmo, principalmente quando começa a difamá-la junto de outros reclusos. Gonçalo acaba por se envolver com a sua advogada de defesa, e esta, cega pela paixão, tenta ajudá-lo a fugir. Jorge, por sua vez, tem uma namorada nova. Carlos e Alice acabam por conhecê-la, e a primeira impressão que têm não é muito agradável, pois a rapariga tem vários piercings

Elenco adicional:
Marcantónio del Carlo – Gonçalo
Sofia Duarte Silva – Clara
Luís Alberto – Dr. Vasconcelos
Ângelo Torres – Guarda Antunes
Rui Miragaia
Rui David – Periquito
Gonçalo Waddington – Nuno


7. Equívocos (23/02/2002)
O Doutor organiza uma petição, apoiada por todos os reclusos, para impedir que Adriano seja transferido para a penitenciária. Adriano é conhecido por ser um homem muito violento e, supostamente, é o responsável pela morte de outros reclusos, o que deixa todos muito nervosos. Mesmo assim, o diretor ignora a petição, sem prestar atenção aos avisos do Doutor. Alice não deixa de ficar intrigada com a fama de Adriano – “Ninguém é assim tão bom ou tão mau como dizem as pessoas” –, mas todas as suas dúvidas desaparecem quando, por acidente, fica presa com Adriano na cela dele. Entretanto, Alice espreita uma conversa de Jorge com Alexandre e ouve o filho a recitar um poema de amor. Alice interpreta mal a conversa e fica convencida de que Jorge é homossexual. Fica muito nervosa e desconfiada, e resolve conversar com Carlos sobre o assunto. Carlos, embora tente não demonstrar, também fica incomodado com a notícia. Será que Jorge é mesmo gay?

Elenco adicional:
Kherunissa Suleiman – Júlia
Tony Lima – Escobar
Virgílio Castelo – Adriano
Camacho Costa – Salema
António Aldeia – Guarda Carlos Ganâncio
Rui Miragaia
Gonçalo Waddington – Nuno
Jorge Paixão
Filipe Carvalho


8. Confiança (02/03/2002)
Ao chegar à universidade, Carlos depara com uma briga entre uma aluna e o pai. Aproxima-se e tenta ajudar, mas o pai está completamente descontrolado e acaba por agredir violentamente Carlos. Em resultado desta confusão, Carlos é acusado de ter tido um caso com a aluna, e o que o deixa ainda mais furioso é que ninguém acredita na sua inocência, nem mesmo Alice. Entretanto, Alice está cada vez mais integrada na rotina da penitenciária e, a pouco e pouco, vai conhecendo melhor os reclusos. Todos se mostram muito simpáticos e educados, com o intuito de cair nas graças da “doutora”; Alice parece ser a única pessoa que realmente se preocupa com eles. E é este tipo de atitude que parece não agradar ao diretor. Na sua opinião, Alice confia demais nos reclusos e isto pode provocar sarilhos. Assim, não perde a oportunidade de a culpar quando descobrem que um dos reclusos tentou suicidar-se…

Elenco adicional:
Kherunissa Suleiman – Júlia
Rui Mendes – Daniel Gouveia (Reitor)
Carla Chambel – Maria
Henrique Viana – Jaime Galvão
Renato Rodrigues
Ângelo Torres – Guarda Antunes
António Aldeia – Guarda Carlos Ganâncio
Manuel Mendes – Guarda Dias


9. Dinheiro (09/03/2002)
Alice e Carlos estão com problemas financeiros: é a conta da reparação do carro, é o aniversário de Carlos… E, para piorar a situação, Jorge quer fazer uma viagem à Serra Nevada. Carlos tenta explicar a Jorge que não tem duzentos contos para lhe pagar a viagem, mas o filho fica revoltado e não entende, o que deixa Carlos furioso. A D. Júlia, empregada da universidade, também tem um grave problema: tem de fazer uma operação o mais rapidamente possível, mas não tem dinheiro para a pagar. Carlos e Susana ficam sensibilizados com a sua situação e vão falar com o reitor para acharem uma solução. Na penitenciária, Nuno, um jovem recluso toxicodependente, mete-se em grandes sarilhos quando decide comprar heroína a Escobar. Para conseguir pagar a heroína, Nuno pede dinheiro à avó, que, desesperada, não sabe o que fazer…

Elenco adicional:
Kherunissa Suleiman – Júlia
Rui Mendes – Daniel Gouveia (Reitor)
Gonçalo Waddington – Nuno
Rui David – Periquito
Tony Lima – Escobar
Isabel de Castro – Avó de Nuno
Manuela Maria – Tia Luísa
Canto e Castro – Daniel (Pai de Alice)
Márcia Breia – Maria de Jesus (Mãe de Alice)
Rui Miragaia


10. Químicas (23/03/2002)
Chegou ao liceu uma nova professora substituta. É uma mulher bastante atraente, pela qual Jorge fica completamente “apanhado”, mas que, infelizmente, não vai dar aulas à turma dele. Jorge resolve o problema, pedindo-lhe explicações de físico-química. O pior é que, durante a aula, Jorge não se contém e beija a professora. Na penitenciária, os rituais e bruxarias realizados por Alminhas, um dos reclusos, agradam cada vez menos ao diretor. Alice tenta explicar-lhe que Alminhas poderá ser uma grande ajuda espiritual para os outros reclusos, mas reconsidera a sua opinião quando descobrem que Cruzeta, um dos reclusos que usou as mezinhas de Alminhas, foi envenenado…

Elenco adicional:
Carlos Fogaça – Cruzeta
Carlos Alberto Moniz – Alminhas
António Aldeia – Guarda Carlos Ganâncio
Margarida Pinto Correia – Patrícia
Alexandre Pinto – Becas
Pedro Pinheiro – Diretor do liceu
Paulo Filipe Monteiro – Enfermeiro
Hugo Correia Pires – Médico
Manuel Mendes – Guarda Dias


11. Liberdade (06/04/2002)
Arnaldo acabou de cumprir a sua pena e chegou o dia de abandonar a penitenciária. Antes de partir, despede-se de Alice, e a forma como o faz deixa-a um pouco intrigada. Mas a sua perturbação aumenta ao perceber que Arnaldo anda a segui-la, e a situação piora quando descobre que o recluso também anda atrás do seu marido e do seu filho. Alice sabe que o recluso matou o próprio irmão e, preocupada com a segurança da sua família, decide conversar com os pais de Arnaldo. Carlos, porém, não compreende a aparente calma de Alice e está disposto a denunciar Arnaldo à Polícia…

Elenco adicional:
Joaquim Horta – Arnaldo
Isabel Ruth – Rosalina


12. Vingança (13/04/2002)
Susana tem uma notícia arrasadora para Carlos: está grávida! Carlos não sabe como lidar com a situação, pois é um homem casado. Susana fica muito magoada com a sua reação e decide ter o filho sozinha. No entanto, esta decisão não faz com que Carlos fique descansado. Muito pelo contrário: ele fica cada vez mais inquieto e preocupado. Para piorar a situação, Jorge descobre, por acaso, que o pai vai ter um filho de outra mulher e, revoltado, decide vingar-se. Entretanto, Cândido acaba de chegar à penitenciária, preso por violação de uma menor. O Doutor simpatiza de imediato com o recluso e avisa-o de que a sua vida não será fácil na prisão, devido ao crime que cometeu. O que Cândido não sabe é que a vingança pode estar muito mais perto do que ele imagina…

Elenco adicional:
Kherunissa Suleiman – Júlia
Rui David – Periquito
Vítor Santos – Nicolau
Vítor Rocha – Cândido
Jorge Paixão
Renato Rodrigues
Pedro Faustino
Rui Poças


13. Sangue (20/04/2002)
Mário, um ex-recluso, decide trancar-se na sala de um infantário, fazendo reféns uma educadora e algumas crianças, incluindo o seu filho. Fora de si, ameaça explodir uma granada lá dentro, se não lhe concederem a custódia do filho. Depois de descobrir que é seropositivo e que em breve vai morrer, Mário ficou desesperado, pois não quer que o filho fique com a mãe, uma toxicodependente, mas sim com os seus pais. O advogado do pai tenta convencê-lo a libertar os reféns, mas Mário recusa-se a falar sem a presença do seu próprio advogado: o Doutor! Depois de obterem uma licença de saída para o Doutor, Alice acompanha-o até ao infantário para tentarem convencer Mário a desistir do seu plano, mas têm uma tarefa árdua pela frente…

Elenco adicional:
António Pedro Cerdeira – Mário
Ângela Pinto – Diretora do infantário
Leonor Alcácer – Catarina
Jorge Paixão da Costa – Dr. Paulo
Luís Aleluia – Parente
Victória Deslandes – Vitória

Sociedade Anónima foi totalmente rodada em exteriores.

A produção teve de fazer um tremendo esforço de adaptação do degradado Forte da Trafaria, antigo presídio militar, de modo a transformar o espaço numa prisão convincente.

O primeiro episódio contou com a curiosa participação de Hernâni Carvalho, vivendo a sua própria profissão, a de um repórter que fazia a cobertura de um motim no presídio.

O conhecido jornalista – atualmente ligado à SIC – apresentava, na época, o programa Histórias da Noite, na RTP 1. E, por coincidência, o primeiro direto que fizera para a RTP fora precisamente num motim em Caxias.

A escolha das instalações da Universidade Lusófona para representar a Universidade Contemporânea não foi casual, uma vez que Jorge Paixão da Costa era ali professor e, como tal, conhecia bem os cantos à casa.

Foram também gravadas diversas cenas no Liceu Passos Manuel, onde estudava Jorge (Guilherme Duarte).

Os primeiros quatro episódios foram transmitidos às quartas-feiras, por volta das 22:00. A série foi, entretanto, transferida para os sábados, sendo exibida depois da meia-noite.

O tema escolhido para o genérico foi O Que Vai Ser (Juro Que Vi), interpretado por Luís Represas, do seu álbum Código Verde.

A série encontra-se disponível para visualização no portal RTP Arquivos.

Partilhar:

Sociedade Anónima