Zé Gato

Exibição:
06/12/1979 – 19/08/1980 (RTP 2)

Número de episódios:
13

Argumento e diálogos:
João Miguel Paulino
Dinis Machado
Pedro Franco

Realização e montagem:
Rogério Ceitil

Canção tema:
Poema – Jorge Palma
Música – Tozé Brito e Pedro Brito
Voz – Pedro Brito

Elenco:
Orlando Costa – Zé Gato
Canto e Castro – Mestre
Luís Lello – Matrículas
António Assunção – Inspetor Duarte

Zé Gato (Orlando Costa) é um polícia que sabe que não vai endireitar o mundo, mas faz de tudo para isso. Em cada episódio, Zé Gato investiga um caso ligado ao mundo da prostituição, do roubo, do tráfego de divisas ou de outros negócios obscuros a que Lisboa serve de cenário…

Zé Gato (Orlando Costa)
É um exemplar agente da Polícia Judiciária. Honesto e incorruptível ao extremo, leva a cabo a investigação dos casos mais difíceis e perigosos, infiltrando-se muitas vezes no seio das redes criminosas.

Matrículas (Luís Lello)
Marginal que vive de pequenos golpes, mas cujo principal ofício é ser informante de Zé Gato. É capaz de tudo para ajudar o amigo em situações de apuro, arriscando por vezes a sua própria vida.

Mestre (Canto e Castro)
Agente reformado da Polícia Judiciária. É o conselheiro de Zé Gato, a quem ele recorre nos momentos mais difíceis.

Inspetor Duarte (António Assunção)
Chefe de Zé Gato. Reconhece o seu mérito e deposita nele total confiança, embora estejam muitas vezes em desacordo quanto aos métodos pouco ortodoxos utilizados pelo agente.

1. Os ballets de Beirute (06/12/1979)
Zé Gato é alvo de um atentado e por pouco não é atingido. O agente percebe que se trata de uma “encomenda” dos cabeças de um negócio de contrabando de carne branca, montado a coberto de deslocações ao estrangeiro de grupos de ballet, que se encontra a investigar. Disposto a acabar com esta rede, decide usar como isco Alice, uma mulher que conheceu num bar…

Elenco:
Teresa Roby – Alice
Eugénia Bettencourt
Manuel Cavaco – Bêbado
Luís Barradas
Santos Manuel – Milanês


2. Lembras-te, José? (13/12/1979)
Raul, um velho conhecido de Zé Gato, pede que ele lhe dê cobertura durante um encontro em que vai efetuar a venda de uma jóia de família. Zé Gato, embora relutante, acede ao pedido. A Polícia aparece logo após a troca de pastas. Zé Gato percebe que acabou de acobertar um caso de contrabando e, apesar de não haver provas concretas, a sua situação na Polícia fica bastante fragilizada…

Elenco:
Pedro Bandeira Freire – Raul
Luís Alberto – Chico
Márcia Breia – Inês
Manuel Cavaco – Bêbado
Hermenegildo Ferreira
Jean Laffount
Alberto Marques
Nina Flores
Manuel da Silva


3. A banhada (20/12/1979)
Após três meses de investigação, Zé Gato está prestes a dar um flagrante, mas tudo termina em “banhada”. Zé Gato desconfia que o responsável seja alguém da própria Polícia. Apesar dos pedidos do agente para ser afastado, o Inspetor Duarte mantém-no como responsável pelo caso. Disposto a esquecer a sua frustração, Zé Gato, com a habitual colaboração de Matrículas, procura um novo caso…

Elenco:
Jacinto Ramos – Torres
Márcia Breia – Inês
Hermenegildo Ferreira
Luís Sarmento
Eduarda Pimenta
Dulce Guimarães


4. Olho por olho (27/12/1979)
Zé Gato continua a investigar o caso deixado em aberto no episódio anterior. Torres, a quem o agente persegue, é um dos principais acionistas da empresa onde Inês trabalha, e esta é ameaçada de despedimento caso Zé Gato não abandone o caso, o que provoca uma briga entre o casal. Zé Gato e Mestre traçam um plano para apanhar o bandido. Entretanto, Matrículas revela a Zé Gato que também ele foi procurado pelos homens de Torres…

Elenco:
Jacinto Ramos – Torres
Paulo Renato
Márcia Breia – Inês
Vítor Pedro
Alberto Marques
Jorge Palma – cantor


5. O campeão (10/01/1980)
Zé Gato é incumbido de investigar um bandido que atende pela alcunha de Películas e cuja principal atividade é tirar fotografias a homens importantes na companhia de prostitutas, para com elas fazer chantagem. Zé Gato segue-o e é alvo de diversos atentados, sendo atingido a tiro numa perna. Com Zé Gato internado, caberá a Mestre, Matrículas e a Duarte prosseguir com a investigação…

Elenco:
Carlos César – Películas
Luz Franco – mulher de Películas
Frank Realinho
António Mondim
Ricardo Ferraz
Alfredo Sobreira
Manuel Antunes
Vítor Pedro
Alberto Marques
Carlos Quinas


6. A vermelhinha (17/01/1980)
Matrículas é ameaçado de morte caso não aceite trabalhar para a Mother, uma poderosa gangster ligada ao mundo da droga e da prostituição. Matrículas e Duarte pensam num disfarce para atrair a atenção dos agentes da Mother e, desta forma, chegarem até ela. Para isso, contam também com a ajuda de Júlia, uma mulher polícia que irá servir de isco…

Elenco:
Ema Paul – Mother
Tereza Gafeira – Júlia
Fernando Louro
Manuel Luís
Josefina Silva – avó de João


7. Moeda falsa (17/06/1980)
A Polícia faz uma rusga na discoteca onde se encontra Zé Gato. Todos – inclusive o agente – são levados para identificação na esquadra. Também Matrículas é colocado na mesma situação. Tudo não passa de uma encenação para promover uma aproximação entre Zé Gato e Morais, um suspeito de envolvimento em falsificação de dinheiro. E Morais cai direitinho na armadilha…

Elenco:
Asdrúbal Pereira – Morais
Valdemar Costa
Vítor Pedro
Alberto Marques
Rosa Maria – Vera
José Moura
Fernando Leão


8. Uma pessoa importante… (24/06/1980)
A pirataria toma conta de 90% do mercado de cassetes em Portugal. Zé Gato e Duarte recebem a denúncia de um dos cantores cujas atuações ao vivo são gravadas para posterior comercialização. Zé Gato pretende desmantelar este negócio e procura informações sobre os negociantes das cassetes piratas. Mas, ao que consta, o líder da quadrilha é alguém bastante importante…

Elenco:
Paulo de Carvalho
Carlos Vidal
Tó Zé Brito
Fernando Guerreiro
Fernando Zagalo
Rui Mesquita
Maria João
José Manzano
Belarmino Fragoso
Silva Heitor


9. O batismo do fogo (08/07/1980)
Duarte entrega a Zé Gato o caso de um assalto a uma ourivesaria. Pede-lhe também que se faça acompanhar por Rui, o filho de um amigo que acabou de entrar para a Polícia. Suspeita-se que os assaltantes pertençam a uma quadrilha estrangeira. Duarte julga ter encontrado casualmente um dos envolvidos e Zé Gato segue-o até uma casa, onde se encontra também uma criança…

Elenco:
João Maria Pinto – Rui
Nuno Alexandre
Vítor Pedro
Alberto Quaresma
Duarte Lucene
Hermenegildo Ferreira
Manuela Moura Guedes – cançonetista


10. O inquérito (15/07/1980)
Um marginal é encontrado sem vida num local ermo. Este é apenas o primeiro de diversos crimes reivindicados por um grupo que se auto-nomeia “Os Incorruptíveis” e que se compromete a “limpar o país”. Zé Gato teme que esta organização ganhe a adesão da opinião pública. Entretanto, o agente e o seu chefe, Duarte, são vítimas de uma armadilha…

Elenco:
Carlos César – Películas
Baptista Fernandes – Chefe
Fernanda Montemor – vizinha
Fátima Veloso
Jorge Nery
José António
Guilherme Pinto
Maria Belém
António Lameiras
Pereira Nina
Olinda Leal


11. Liberdade condicional (22/07/1980)
Zé Gato procura um ex-recluso que está em liberdade condicional, pois acredita que este esteja a ser vítima de chantagem por parte de Manuel, um colega seu, que lhe estaria a exigir dinheiro sob pena de voltar a prendê-lo… Na segunda parte deste episódio, Matrículas recebe uma carta do seu irmão, que está em Macau mantido em cativeiro, e pede a Zé Gato que o ajude a libertá-lo. Como lhe deve um sem número de favores, Zé Gato acede imediatamente e pede uma licença sem vencimento para ir até Macau…

Elenco:
António Feio – Manuel
Manuel Cardoso
João Araújo
Sanny Gomes
Joaquim Dionísio


12. A ilha (12/08/1980)
Para investigar um assassino que já degolou cinco taxistas, Zé Gato decide ele próprio assumir o papel de taxista. O criminoso atua na zona do Campo de Santana, largando as vítimas no Poço do Bispo. Mestre também começa a frequentar a zona, para tentar identificar alguém suspeito… Na segunda parte, Zé Gato cruza-se com dois delinquentes que roubaram um carro para assaltar por esticão. Zé Gato interroga o mais novo e tenta convencê-lo a mudar de vida e a denunciar aqueles que exploram os putos dos bairros de lata…

Elenco:
Miguel Ângelo – Manuel Simões (Rolhas)
Márcia Breia – Inês
Cecília Guimarães – mãe de Manuel
Fátima Castelar – mulher de Duarte
Adelaide João
João Victor
Alexandre de Sousa
Vítor Pedro
Nicolas Villar
Henrique Nunes


13. O agente americano (19/08/1980)
O chefe de Duarte pede-lhe para acompanhar um agente do FBI que vem a Lisboa para uma missão secreta. Duarte, aceitando a tarefa a contragosto, recebe o agente, que vem acompanhado da sua secretária, Maggie. Enquanto o agente padece de um grave problema de sonolência, Maggie aproveita esses momentos para se insinuar a Duarte…

Elenco:
Rui Mendes – Super
Helena Isabel – Maggie
Baptista Fernandes – Chefe
Alexandre Melo

Prevista para ir ao ar com a designação de Um Gato no Caixote do Lixo, a série teve o seu título abreviado para simplesmente Zé Gato.

Foi produzida para a RTP pelo Centro Português de Cinema, extinta cooperativa cinematográfica, com a assinatura de Rogério Ceitil.

Zé Gato começou por ser exibida às quintas-feiras à noite, na RTP 2, a partir de 13/12/1979.

No decorrer das filmagens, Orlando Costa sofreu um acidente e partiu uma perna, o que o impediu de prosseguir com o ritmo normal das gravações. Assim, a exibição da série foi interrompida após o 6.º episódio (exibido em 17/01/1980), retornando à RTP 2 exatos cinco meses depois, agora às terças-feiras. É de notar que, nos episódios 5 e 6, Zé Gato teve uma participação pouco ativa, pois encontrava-se numa cama de hospital.

Esta quebra levou a que, muitas vezes, a imprensa se referisse aos episódios 7 a 13 como uma segunda série. A este respeito, Rogério Ceitil esclareceu: “Não gostaria de dividir a série em duas partes, pois considero ser uma divisão fictícia, provocada por um acidente de percurso que foi o Orlando Costa partir uma perna”.

Devido às datas em que foi exibida, a série teve a sua primeira parte exibida a preto e branco, ao passo que quando voltou ao ar em junho de 1980, as emissões já eram feitas a cores.

Para além de assinar a letra do tema da série, Jorge Palma apareceu no episódio Olho por olho, como um cantor de rua. Nesta cena, interpretou trechos das músicas You Are My Flower, da dupla Flatt & Scruggs, e Enquanto o Pau Vai e Vem, da sua autoria.

O episódio Uma pessoa importante, cujo tema era a pirataria discográfica, contou com a participação de Paulo de Carvalho, Carlos Vidal e Tozé Brito, no papel de cantores cujas atuações num bar eram gravadas e vendidas em cassetes piratas. Curiosamente, Tozé Brito foi um dos principais ativistas na luta contra a pirataria em Portugal.

Paulo de Carvalho
Carlos Vidal
Tozé Brito

Também Manuela Moura Guedes marcou presença, como cançonetista de um bar.

É ainda de assinalar a participação de Manuel Luís Goucha, que na época se dedicava à representação.

Uma das histórias foi gravada em Macau, preenchendo a segunda metade do episódio Liberdade condicional.

Zé Gato regressou numa pequena participação na série Uma Cidade Como a Nossa, em 1981 – uma homenagem de Luís Filipe Costa a Rogério Ceitil. O polícia aparece em cena contando que está de partida precisamente para Macau.

O genérico da série foi imortalizado com o tema interpretado por Pedro Brito, e que foi lançado em single.

Mais recentemente, foi incluído na coletânea O melhor dos anos 80 – as músicas dos filmes.

O famoso refrão (“Quem és tu, Zé Gato, e o que te faz correr pelos cantos mais sujos desta terra…”) foi adaptado para o genérico do programa Zé Carlos, dos Gato Fedorento, que estreou na SIC em outubro de 2008. A letra foi transformada em: “Quem és tu, Zé Carlos, e o que te faz ir prò ar aos domingos…”.

Zé Gato marcou um ponto de viragem na produção televisiva portuguesa. À semelhança de Retalhos da Vida de um Médico, que foi ao ar na mesma época, foi considerada uma das primeiras séries de ficção nacional a obter um êxito assinalável junto do público.

Um outro facto inédito trazido por Zé Gato foi a produção de um episódio piloto para avaliação por parte da RTP.

O último episódio de Zé Gato (onde, inusitadamente, Zé Gato não aparece!) foi, na sua conceção, bastante diferente dos outros. Rogério Ceitil quis apresentar uma proposta para uma série policial com um cariz diferente, imprimindo-lhe toques de comédia. Aqui desabrochava a ideia para uma das séries de maior sucesso da RTP: Duarte & C.ª

António Assunção e Rui Mendes no episódio O agente americano

Luís Lello, o intérprete do caricato Matrículas, faleceu em dezembro de 1980, pouco tempo após o término da série.

A série foi reposta na RTP 1 em 1984, nas férias da Páscoa, e em 1986, no verão. A reposição de 1984 foi comentada pela revista TV Top:

Partilhar:

Zé Gato